Dois candidatos à sucessão de José Albano na liderança da Federação Distrital do PS

António Saraiva, ex-presidente da Concelhia socialista da Guarda, e Eduardo Brito, ex-autarca de Seia, são os únicos candidatos à liderança da Federação Distrital do PS/Guarda, cargo actualmente ocupado por José Albano, que, à luz dos estatutos, não se pode recandidatar. As eleições deverão ocorrer no primeiro fim-de-semana de Março. António Saraiva, que foi o primeiro a apresentar a candidatura na sede distrital, diz que se candidata para unir o partido e Eduardo Brito quer dar uma nova dinâmica ao PS.

Os socialistas do distrito da Guarda deverão ser chamados a votar no primeiro fim-de-semana de Março para escolher o novo presidente da Federação socialista, ocupado desde 2008 por José Albano, que não se recandidata. Na corrida eleitoral estão António Saraiva, antigo presidente da comissão política concelhia do PS da Guarda, e Eduardo Brito, ex-presidente da Câmara da Seia. Um quer unir o partido, o outro dar-lhe uma nova dinâmica. Mas tanto António Saraiva como Eduardo Brito colocam na lista de prioridades do mandato a reconquista da presidência da Câmara da Guarda e a conclusão das obras do hospital.
Durante a apresentação da candidatura na passada Sexta-feira, António Saraiva foi questionado sobre o que pensava do seu adversário na corrida eleitoral, tendo respondido que, aquando do processo de regionalização que estava a ser delineado, o seu opositor chegou a defender a integração de Seia na área metropolitana de Viseu. Na Segunda-feira, Eduardo Brito viria a dizer que não enjeita nenhuma das suas responsabilidades e recorda que a situação que ocorreu no passado se deveu à asneira do Governo pretender 18 regiões. E uma vez que Saraiva tinha feito menção ao passado, o ex-autarca de Seia acabou por lembrar que foi um dos autarcas que mais se empenhou junto do então ministro da Saúde Correia de Campos para que surgisse a Unidade Local de Saúde da Guarda. Interessado mais em olhar para o futuro e muito menos para o passado, Eduardo Brito afirmou que «quem olha muito pelo retrovisor tem elevada probabilidade de bater na parede».

António Saraiva quer um PS unido e coeso
António Saraiva, foi o primeiro a apresentar a candidatura à liderança da Federação Distrital socialista. O candidato, que é deputado municipal na autarquia da Guarda e faz parte da actual estrutura distrital socialista, disse Sexta-feira na apresentação pública da candidatura, realizada na sede distrital socialista da Guarda, que concorre ao lugar porque pretende «lutar por um PS unido e coeso» no distrito. «Só um PS unido será um PS ganhador», disse António Saraiva, que lidera uma candidatura que tem por lema “Um Distrito na VanGuarda”.
Das várias propostas para o mandato de dois anos, o candidato destaca as eleições autárquicas de 2017. Referiu que caso seja eleito presidente da Federação Distrital do PS/Guarda trabalhará para «consolidar uma maioria socialista, com uma especial atenção para com a capital de distrito» [autarquia que em 2013 foi conquistada pelo social-democrata Álvaro Amaro], constituindo um grupo de trabalho para esse efeito.
António Saraiva, que ocupou o quarto lugar nas listas do PS às últimas eleições legislativas pelo círculo eleitoral da Guarda, anunciou ainda que apostará na promoção da coesão territorial, na defesa da conclusão das obras do hospital, cuja segunda fase não avançou, assim como efectivação da Linha da Beira Baixa, entre a Guarda e a Covilhã.
A assistir à apresentação da candidatura de António Saraiva estiveram, entre outros, o dirigente cessante José Albano Marques, Silvina Silva, presidente da estrutura distrital das Mulheres Socialistas, e Santinho Pacheco, deputado na Assembleia da República.

Eduardo Brito
quer dar uma nova dinâmica ao partido
Dar uma nova dinâmica ao partido é o que pretende o ex-presidente da Câmara Municipal de Seia, Eduardo Brito, que anunciou na passada Segunda-feira a candidatura à Federação socialista da Guarda. O candidato disse que concorre ao lugar porque seis anos depois de deixar a autarquia de Seia está «mais sólido para poder servir o PS». «Estou aqui para unir, para mobilizar, para dar uma nova dinâmica ao PS», disse Eduardo Brito, que lidera uma candidatura que tem por lema “Juntos conseguimos – A Guarda mais forte”.
Dos vários desafios para o mandato de dois anos, o candidato destaca as eleições autárquicas de 2017. Disse que irá «consolidar» as autarquias actualmente lideradas pelo PS no distrito e «ampliar» o número de conquistas. «Temos todas as condições para ganhar, no próximo mandato, a Câmara Municipal da Guarda», disse ainda Eduardo Brito, assumindo que o grande desafio para o seu partido é «reconquistar já», em 2017, o maior município do distrito actualmente liderado por Álvaro Amaro (PSD/CDS-PP). Eduardo Brito adiantou que no final deste ano estará feito um programa para reconquistar a presidencia da autarquia da capital do distrito. Quanto a candidatos, entende que deve ser alguém que tenha nascido e resida na Guarda.
O ex-autarca disse ainda que deverão ser concluídas as obras do hospital e entende que se fosse presidente do conselho de administração da ULS já há muito teria colocado o lugar à disposição, quando houve mudança de Governo. Defende ainda a redução da tarifa da água e a existência de uma verba para «estabilizar as finanças dos municípios».
Diz que não dará descanso à Unidade de Missão do Interior anunciado por António Costa ainda antes das legislativas.
A assistir à apresentação da candidatura de Eduardo Brito estavam, entre outros, Fernando Cabral, antigo presidente da Federação Socialista local, João Pedro Borges, presidente da concelhia do PS/Guarda, e Carlos Filipe Camelo, presidente da Câmara Municipal de Seia.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close