Eduardo Brito desiste da candidatura ao PS da Guarda e impugna eleições

O ex-presidente da Câmara Municipal de Seia Eduardo Brito anunciou hoje que desistiu da candidatura à federação socialista da Guarda, com eleições marcadas para hoje, e que vai impugnar o acto eleitoral.
Eduardo Brito disse em conferência de imprensa que desistiu da candidatura por considerar “não estarem reunidas as condições democráticas necessárias à realização do ato eleitoral”, que também conta com a candidatura de António Saraiva.
“A Comissão Organizadora do Congresso (COC) do PS/Guarda, numa atitude violadora dos mais elementares princípios de um Estado de Direito, impediu as nossas listas da Guarda, Celorico da Beira, Fornos de Algodres, Manteigas, Almeida e Figueira de Castelo Rodrigo de hoje disputarem as eleições”, referiu o candidato.
Segundo o ex-autarca de Seia, com a decisão da COC, “uma parte significativa dos militantes do PS da Guarda são impedidos, de uma forma sectária, de participarem na vida do seu partido”.
“Perdeu-se a vergonha, a ética é lixo, e vale tudo para manter o poder”, denuncia.
Eduardo Brito disse à agência Lusa que irá enviar hoje a impugnação do ato eleitoral, que decorre entre as 17:00 e as 23:00, para a Comissão Nacional de Jurisdição do PS.
“Vamos esperar quinze dias para que o PS resolva o problema”, acrescentou.
O ex-candidato à Federação Socialista da Guarda indicia que “não há liberdade no PS do distrito da Guarda para se poder trabalhar”.
“A COC não respeita os direitos de ninguém, cumpre a vontade do presidente da Federação [José Albano Marques]. Aliás, a COC foi criada para fixar as condições em que o José Albano é substituído. O único objectivo da COC foi garantir que o substituto era um homem da confiança de José Albano”, denunciou.
José Albano Marques ocupa o cargo de líder distrital socialista desde 2008 e não se recandidatou ao lugar.
Com a desistência de Eduardo Brito, o único candidato à sucessão do actual líder da Federação do PS/Guarda é António Saraiva, antigo presidente da comissão política concelhia local.
Para hoje à tarde, tanto o presidente da Federação Distrital como a COC agendaram conferências de imprensa para reagir às críticas de Eduardo Brito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close