Encerraram as salas de cinema na Guarda

Desde o início deste mês que deixou de haver salas de cinema na Guarda. A Vivacine-Multimedia, que restava do grupo FDO (responsável pela construção do então “Vivacine” da Guarda), encerrou as portas do espaço que detinha no centro comercial “La Vie”. Como o TB noticiou em primeira mão, aquela empresa já tinha avançado com o despedimento colectivo dos 29 trabalhadores que estavam afectos às salas de cinema dos centros comerciais “La Vie Guarda”, “La Vie Caldas da Rainha” e “Mira-Maia”.
Foi em Março que os trabalhadores receberam as cartas de “intenção de promover o despedimento”. Em meados de Abril viriam a receber uma outra a confirmar que a partir de 31 de Maio estavam despedidos. A empresa ainda manteve em funcionamento as salas em Junho, com alguns funcionários, mas ontem foi o último dia em que foram exibidos filmes.
A Wiserproperty, empresa que gere desde Novembro o “La Vie” da Guarda, tem estado a encetar negociações no sentido de ser garantida a substituição de operador, para que as salas de cinema possam ser reactivadas o mais depressa possível.
O TB sabe que tem havido contactos com a empresa brasileira Orient, a operar em Portugal sob a marca Cineplace, que reabriu em 2013 os primeiros três de um total de dez complexos, em centros comerciais geridos pela Sonae Sierra, que a Orient se comprometeu a ter em funcionamento até ao fim desse ano, como foi o caso do Serra Shopping, da Covilhã.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close