Encontro Jubilar de Madre Teresa de Saldanha e da Congregação das Irmãs Dominicanas de santa Catarina de Sena

 

No âmbito das comemorações dos 150 anos da fundação da Congregação das Irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena e de se assinalar os 100 anos da morte da sua fundadora, as Irmãs Dominicanas da Casa da Sagrada Família da Guarda e o Voluntariado Teresa de Saldanha (VTS) agendaram para este fim-de-semana um encontro na Guarda. Esta iniciativa, que visa «celebrar a proclamação das virtudes heróicas da Venerável Madre Teresa de Saldanha», começa cerca das 15 horas de amanhã, no auditório do IPG – antiga capela do colégio do Sagrado Coração de Maria, localizado em frente a Casa da Sagrada Família, onde decorrerá uma tarde cultural composta por uma conferência realizada pela Superiora Geral da Congregação, sobre as virtudes da Madre Teresa de Saldanha, uma mesa redonda com testemunhos sobre a importância de Teresa de Saldanha na vida dos leigos, sacerdotes e religiosas da Congregação, e por fim a apresentação da obra actual da congregação nas diferentes comunidades espalhadas pelos quatro continentes.

À noite, a partir das 21 horas, irá realizar-se uma vigília de oração na Casa da Sagrada Família. O encontro terminará Domingo com uma Eucaristia solene presidida pelo bispo da Guarda, D. Manuel Felício, na Igreja da Misericórdia, a partir das 12 horas.

O encontro é promovido pela comunidade das Irmãs Dominicanas da Casa da Sagrada Família, bem como pela Comunidade do Grupo de Voluntários Teresa de Saldanha (VTS), que surgiu na Guarda há aproximadamente um ano. O VTS é composto por várias comunidades de leigos vinculados a Congregação das Irmãs Dominicanas de Santa Catarina de Sena que estão em vários pontos do país (Aveiro, Guarda, Leiria, Lisboa e Pinheiro da Bemposta)

A Madre Teresa de Saldanha (1847-1916), mulher que no meio da atrocidade, e após a expulsão das ordens religiosas em Portugal (1843-1844), conseguiu fundar uma congregação de irmãs religiosas em Portugal, com vista ao combate da pobreza e da analfabetização.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close