Escolas em Mêda sem aulas presenciais nas próximas duas semanas

SONY DSC

O Agrupamento de Escolas de Mêda anunciou hoje que, nas próximas duas semanas, as aulas do segundo período lectivo não serão presenciais devido «à actual situação epidemiológica» da covid-19 no concelho.

Numa informação divulgada hoje de manhã, nas redes sociais, o presidente do Agrupamento, Luís Filipe Lopes, salienta que se trata de uma «medida preventiva e de mitigação». «Apelamos à tranquilidade, compreensão e colaboração de toda a comunidade», lê-se no comunicado.

O município anunciou também hoje que os mercados semanais das próximas duas segundas-feiras foram cancelados, salvaguardando que a «Praça do Mercado permanecerá aberta ao público» para acesso a bens de primeira necessidade.

O presidente da Câmara, Anselmo Sousa, numa mensagem publicada no Sábado já tinha dito que o início do ano ficou «marcado pelo aparecimento de diversos surtos da covid-19» na comunidade local.

Hoje de manhã, a Santa Casa da Misericórdia da Mêda anunciou que morreram duas pessoas na sequência de um surto de covid-19 num dos três lares da instituição.

Na Quinta-feira foi divulgado a existência de um surto de infecções com o novo coronavírus naquele espaço que infectou 65 utentes e 26 funcionários, situação que se mantém hoje inalterada «no número de casos activos».

Portugal soma hoje mais 73 mortes por covid-19 e 3.384 novos casos de infecção pelo novo coronavírus, segundo a Direcção-Geral da Saúde (DGS).

O boletim epidemiológico da DGS indica ainda que estão internadas 3.044 pessoas, mais 186 do que no sábado, das quais 500 nos cuidados intensivos (+8).

Desde o início da pandemia, Portugal já registou 7.118 mortes e 427.254 casos de infecção pelo vírus SARS-CoV-2, estando hoje activos 77.601, mais 926 do que no Sábado.

As autoridades de saúde mantêm em vigilância 94.394 contactos, mais 2.502 relativamente ao dia anterior. O boletim revela ainda que mais 2.385 pessoas foram dadas como recuperadas.

Desde o início da epidemia em Portugal, em Março, já recuperaram 342.535 pessoas. Relativamente às mortes registadas nas últimas 24 horas, 17 ocorreram na região Norte, 10 na região Centro, 36 em Lisboa e Vale do Tejo, 9 no Alentejo e uma no Algarve.

O estado de emergência decretado em 9 de Novembro para combater a pandemia foi renovado até 7 de Janeiro, com recolher obrigatório nos concelhos de risco de contágio mais elevado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close