Estabelecimento Prisional da Guarda classificado com o “grau elevado de complexidade de gestão”

O Estabelecimento Prisional (EP) da Guarda, que é de nível de segurança alta, foi reclassificado com o grau elevado de complexidade de gestão, quando anteriormente era de grau médio. De acordo com a portaria publicada hoje e que entra amanhã em vigor, passará a haver no país 22 EP’s com o «grau de complexidade de gestão elevado», uma classificação baseada na segurança, lotação, características da população prisional, diversidade de regimes, programas aplicados e dimensão dos meios a gerir.

Foi há 64 anos que o Estabelecimento Prisional Regional (EPR) da Guarda recebeu o primeiro recluso. Chamava-se na altura Prisão Sanatório, tendo sido uma das primeiras a surgir no país para dar resposta aos reclusos doentes do foro pneumológico. A cadeia da Guarda, como popularmente é designada, só passou a Estabelecimento Prisional em 1971. Actualmente integra também a Zona Prisional do Mondego (ex-Centro Educativo do Mondego).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close