Eurodeputado Álvaro Amaro defende «medidas diferenciadoras» para regiões rurais

O eurodeputado social-democrata Álvaro Amaro considera que «é chegada a hora» de, com o contributo da União Europeia (UE), o país aplicar «medidas diferenciadoras» para as regiões rurais. Álvaro Amaro reuniu hoje, na Guarda, com autarcas da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela (CIM-BSE), a quem explicou que «é chegada a hora» de se olhar para o Programa da Valorização do Interior, definido pelo Governo, e, com o contributo da UE, aplicar »medidas diferenciadoras para as regiões rurais» do país.

Segundo o eurodeputado e antigo presidente da Câmara da Guarda, o encontro visou a troca de impressões relativa à “Visão a longo prazo para as zonas rurais da UE – Rumo a zonas rurais mais fortes, conectadas, resilientes e prósperas até 2040”, bem como a apresentação do relatório do Parlamento Europeu sobre esta matéria, aprovado na última sessão plenária de 2022, em Estrasburgo, e cuja posição da Comissão do Desenvolvimento Regional ficou a seu cargo.

«Esta foi a mensagem fundamental que vim trazer, explicando o que consta dessa visão estratégica e o que ela pode servir de suporte, quer para as decisões que todos os dirigentes políticos tomam respeitantes às áreas rurais, quer também para aquelas que são as justas reivindicações para o que se pretende nas áreas rurais», disse, no final do encontro.

Álvaro Amaro deu o exemplo de como «é que se pode falar na Europa, em geral, e em Portugal, em particular, na chamada transição digital, que é uma transição que todos apoiam, quando na Europa, um em cada seis cidadãos das zonas rurais é que têm acesso à banda larga, enquanto, nas zonas urbanas, são dois em cada três». «Qual é o contributo de Portugal para esta estatística? Eu já perguntei ao Governo, já quis saber. Não sei. Oxalá que Portugal esteja muito bem», afirmou.

O responsável disse aos jornalistas que os autarcas da CIM-BSE, de uma maneira generalizada, elogiaram a sua atitude e disseram para «mais deputados europeus» visitarem o território.

Acrescentou que no encontro foi abordado o tema da falta de gente nas regiões do Interior e lembrou algo que já tinha dito quando foi presidente da Câmara da Guarda: «Uma das soluções possíveis para resolver este problema da desertificação é apostarmos na fixação de outras comunidades e olharmos, naturalmente, para estes movimentos migratórios».

«Na altura, eu propus na CIM-BSE que junto do Governo se desenhasse um programa, por exemplo de recuperação de habitações, de ligação ao ensino, à Língua. (…) Hoje, foi aqui falada uma hipótese de haver experiências-piloto. (…) O que eu quero é que nas Beiras e Serra da Estrela, nestes territórios tão bonitos do Interior, nós estejamos cada vez mais pró-activos, mais activos, não apenas cá, junto do Terreiro do Paço, mas também em Bruxelas», declarou.

No final da reunião, o vice-presidente da CIM-BSE Flávio Massano disse aos jornalistas que «é sempre importante» receber um eurodeputado que é da região. Também referiu que é preciso «olhar para o Interior e para os territórios rurais de uma forma diferente e com coragem política e com determinação» para inverter o cenário de um território que «está a ficar para trás» demograficamente, em termos de serviços e de ligação à Internet.

Flávio Massano lembrou, ainda, que a «grande estratégia» da CIM-BSE para o novo quadro comunitário é «a alta conectividade em baixa densidade» e que não haja no território «uma única casa ou uma única pessoa, onde quer que esteja, que não tenha acesso a rede telefónica, a rede móvel e a banda larga».

A CIM-BSE é constituída por 15 municípios, sendo 12 do distrito da Guarda (Almeida, Celorico da Beira, Figueira de Castelo Rodrigo, Fornos de Algodres, Guarda, Gouveia, Manteigas, Meda, Pinhel, Seia, Sabugal e Trancoso) e três do distrito de Castelo Branco (Belmonte, Covilhã e Fundão).

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close