EX-AUTARCA DE SEIA CONDENADO A DOIS ANOS E DOIS MESES DE PRISÃO

O ex-presidente da Câmara de Seia, Eduardo Brito, foi condenado pelo Tribunal da Guarda a dois anos e dois meses de prisão, com pena suspensa por igual período, pelo crime de prevaricação ao ter permitido a construção de uma habitação em pleno Parque Natural da Serra da Estrela (PNSE). Instado a comentar a decisão, o ex-autarca, que agora é vereador na Câmara da Guarda, escusou-se a prestar declarações, informando apenas que vai recorrer.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close