Festival de Música da Beira Interior em localidades de Castelo Branco e Guarda

O Festival de Música da Beira Interior decorre este ano em três localidades dos distritos de Castelo Branco e da Guarda e envolve oito escolas de música que participam em quatro concertos.
“Este ano a filosofia é um pouco diferente, é um passeio pelo tempo da música clássica numa lógica de três concertos mais um [concerto final em que participam todas as escolas]”, explicou o director-geral da Scutvias, Pinho Martins.
O responsável pela concessionária da autoestrada da Beira Interior (A23) falava hoje durante a apresentação do XI Festival de Música da Beira Interior, que decorreu no Centro de Assistência e Manutenção de Lardosa (Castelo Branco).
Realçou ainda a caminhada de 11 anos que a Scutvias tem feito no cumprimento desta missão, com as escolas de música e alunos da região e com as autarquias como parceiros.
“Hoje é um dia importante porque vamos também lançar o nosso novo ‘site’ que irá abrir, precisamente, com a notícia do festival”, disse.
Pinho Martins adiantou que ao longo do tempo a Scutvias, responsável pela organização do festival, tem procurado inovar.
O festival começa no dia 27 no Cine-Teatro de Castelo Branco, prossegue na Igreja Matriz do Fundão a 19 de Março e na Casa de Artes e Cultura do Tejo (Vila Velha de Ródão) a 16 de Abril.
Termina no Teatro Municipal da Guarda a 21 de maio, com a realização do quarto concerto que envolve a participação de todas as escolas de música envolvidas no evento.
O Conservatório Regional de Música da Covilhã e a Academia de Música e Dança do Fundão abrem o festival, com o filme-concerto “Agreste”, de Carlos Filipe Magalhães, onde a música instrumental e vocal se associam a trabalhos cinematográficos.
A segunda parte inclui a “Abertura da ópera Barbeiro de Sevilha”, de Gioachino Rossini, e “Niño Cantor”, de Raul Maldonado.
O festival continua a 19 de Março, na Igreja Matriz do Fundão, com a actuação da Associação Cultural da Beira Interior e do Conservatório Regional de Música de Castelo Branco.
O terceiro concerto decorre a 16 de Abril, na Casa de Artes e Cultura do Tejo, em Vila Velha de Ródão, com a participação da Escola Profissional de Artes da Covilhã, que irá interpretar “Sinfonia Concertante” (Amadeus Mozart) e do Conservatório de Música de São José da Guarda, com Allegretto da Sinfonia nº7 (Beethoven).
A 11.ª edição do festival de Música da Beira Interior encerra a 21 de Maio, no Teatro Municipal da Guarda, com o Concerto da Beira Interior, que integra todas as escolas de música representadas.
Este quarto concerto apresenta como novidade “Vera Cruz”, uma peça escrita pelo compositor João Pedro Delgado, baseada na obra literária “Vera Cruz”, de João Morgado.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close