Fogos em Portugal com mais de 10 mil hectares começaram na década de 1980

Os incêndios florestais em Portugal com área ardida superior a 10 mil hectares numa só ocor-rência começaram na década de 1980, com a redução do pastoreio e o abandono de antigas áreas agrícolas a serem algumas das causas.
O estudo “Grandes Incêndios Florestais em Portugal”, da Universidade do Minho e da Universidade de Coimbra, refere que os fogos com área igual ou superior a 100 hectares começaram a vulgarizar-se a partir da década de 1980. Até aqui os incêndios em Portugal nunca tinham atingido os 10 mil hectares de área ardida numa só ocorrência.
O primeiro destes fogos aconteceu em 1986, no concelho de Vila de Rei. No ano seguinte, outro fogo de grandes dimensões afectou os concelhos de Arganil, Oliveira do Hospital e Pampilhosa da Serra. «A partir destas datas podemos dizer que se deu início a uma nova realidade no que respeita aos grandes incêndios», referem os autores do estudo, datado de 2013.
Segundo os autores do trabalho, as «mudanças no uso tradicional da terra e estilo de vida das populações implicaram o aumento de grandes áreas abandonadas de anteriores terras agrícolas», o que levou à recuperação da vegetação e ao aumento da acumulação de combustível na floresta. «Muitas dessas áreas rurais tornaram-se paisagens propensas à ocorrência de incêndios de grande in-tensidade, devido aos elevados níveis de biomassa, acumulados ao longo dos anos e prontos para alimentar fogos catastróficos durante o Verão», refere o artigo “Grandes Incêndios Florestais em Portugal”.
Portugal registou no passado fim-de-semana o maior número de vítimas mortais em incêndios florestais na história do país de que há registo. O fogo, que causou 64 mortos e pelo menos 135 feridos, deflagrou ao início da tarde de Sábado numa área florestal em Escalos Fundeiros, em Pedrógão Grande (distrito de Leiria), e alastrou aos municípios vizinhos de Castanheira de Pera e Figueiró dos Vinhos, obrigando a evacuar povoa-ções ou deixando-as isoladas

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close