GNR ensina regras de segurança aos idosos para se protegerem de situações de crime

Militares da GNR vão realizar durante este mês, em todo o país, acções de sensibilização junto dos idosos, que visam ensinar-lhes regras de segurança para se protegerem de situações de crime, violência e burlas, anunciou a corporação.
Integradas na operação “Idosos em Segurança 2016”, as acções irão decorrer nas casas dos idosos, em centros de apoio social e em diversas entidades de saúde, refere a Guarda Nacional Republicana (GNR) em comunicado. O objectivo é «aconselhar e sensibilizar esta população para a adopção de procedimentos de segurança, no sentido de não serem vítimas de crimes, em particular de situações de violência, burlas e furtos e roubos em residências», explica a GNR.
No passado mês de Abril, a GNR realizou, em todo o país, a “Operação Censos Sénior 2016”, que teve como objectivos actualizar o registo dos idosos que vivem sozinhos e/ou isolados, identificar novas situações e informar as entidades competentes das situações de potencial perigo.
Nesta operação foram sinalizados 43.322 idosos a viverem sozinhos, isolados ou em situação de vulnerabilidade, um número que quase triplicou desde 2011, ano em que foi realizada a primeira operação “Censos Sénior”. Dos 43.322 idosos sinalizados – mais 4.106 relativamente ao ano anterior (9,4%) -, 26.000 vivem sozinhos (mais 2.004 relativamente a 2015), 4.626 moram em locais isolados (menos 579) e 3.085 vivem sozinhos e isolados (menos 203). Os restantes idosos sinalizados (9.611) encontravam-se em «situação de vulnerabilidade fruto de limitações físicas e/ou psicológicas», mais 2.884 relativamente ao ano anterior.
Quase oito mil idosos moram sozinhos ou isolados em Viseu e na Guarda, os distritos do país com mais pessoas nestas condições, segundo dados da operação. Tal como em 2015, Viseu é o distrito com o maior número de casos, onde foram sinalizados pelos militares da GNR 4.113 idosos a viverem nestas condições, mais 358 do que no ano anterior.
Já no distrito da Guarda foram sinalizados 3.870 idosos que vivem sozinhos ou isolados, mais 634 do que em 2015, referem os dados da operação. Em terceiro lugar surge o distrito de Vila Real, com 3.455 idosos sinalizados, seguindo-se Beja (3.352), Portalegre (3.052), Bragança (3.125), Faro (3.048) e Braga (3.022). No distrito de Évora foram sinalizados 2.837 idosos, em Castelo Branco 2.362, em Santarém 2.119, em Setúbal 1.610, em Aveiro 1.507, em Leiria 1.380, em Coimbra 1.290 e em Viana do Castelo 1.074.
Segundo os dados, os distritos do Porto e de Lisboa foram os que registaram menos pessoas que vivem sozinhas ou isoladas, com 1.134 e 972 idosos sinalizados, respetivamente. Os distritos que registaram o maior aumento de idosos a viver nestas condições foram Braga, que passou de 1.647 em 2015 para 3.022 em 2016 (45%), Leiria, que subiu de 882 para 1.380 (40%) e Faro, que aumentou de 1.977 para 3.048 (35%).

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close