Governo aprova venda de auto-testes rápidos em supermercados

O Conselho de Ministros aprovou hoje a venda em supermercados de testes rápidos de antigénio para detecção do SARS-CoV-2, os chamados auto-testes, anunciou hoje a ministra de Estado e da Presidência, Mariana Vieira da Silva.

«O Governo aprovou hoje um decreto-lei que permite a venda dos auto-testes nos supermercados», indicou a ministra na conferência de imprensa após o final da reunião de Conselho de Ministros.

De acordo com a governante, a medida permitirá reforçar a identificação de casos positivos de covid-19, numa altura em que Portugal se mantém na zona vermelha da matriz de risco e a situação epidemiológica continua a preocupar o executivo.

«Continuamos naquilo que nas últimas semanas aqui tenho chamado a atenção que é uma corrida contra o tempo entre o processo de vacinação que se vai diariamente alargando e a evolução da pandemia», sublinhou Mariana Vieira da Silva, afirmando que se impõe, por isso, «uma insistência no processo de testagem, de identificação de positivos e do seu isolamento». «Quando olhamos para a situação do nosso país na matriz de risco, vemos que a situação continua a degradar-se. Temos hoje no continente uma incidência [de novos casos de infecção] de 346,5 por 100 mil habitantes e um ritmo de transmissão (Rt) [do vírus] de 1,15», adiantou ainda. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close