Governo atribui oito milhões de euros a programa de turismo sénior

O Governo quer combater a exclusão social com um programa de turismo sénior ao qual atribui este ano oito milhões de euros e que o ministro do Trabalho, Vieira da Silva, apresentou na passada Quinta-feira em Fornos de Algodres.
O programa INATEL 55+.PT é uma parceria dos ministérios da Economia e do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social com a Fundação Inatel e o Turismo de Portugal. Destinada à população idosa, pessoas com deficiência ou carência económica, a iniciativa visa «disponibilizar actividades de lazer, associadas a acções integradas de apoio à cidadania e ao envelhecimento ativo, aproveitando as infraestruturas hoteleiras existentes, na época de baixa sazonalidade», entre Setembro a Maio, entre 2018 e 2020.
O INATEL 55+.pt inclui actividades turísticas, cul-turais, formativas e de convívio, traduzidas em viagens de média duração, segundo um comunicado do gabinete do ministro José António Vieira da Silva. Alguns dos objectivos do programa são a promoção do lazer e do envelhecimento activo, além do combate ao isolamento e à exclusão social.
Com esta medida, o Governo pretende dis-ponibilizar «actividades culturais, educacionais e de convívio, com caráter regular, dirigidas a indivíduos em situação de exclusão social, numa lógica de democratização no acesso a atividades de turismo e lazer».
Outros objectivos são a «preservação e dinamização do património cultural das comunidades», a difusão do «conceito de envelhecimento saudável, feliz e activo» e o fomento da «actividade económica nos territórios de baixa densidade» demográfica, de acordo com a mesma nota.
Trata-se de um contributo para «a inclusão dos cidadãos com 55 ou mais anos, preferencialmente o segmento com mais carências de rendimento e em risco de exclusão social». São proporcionados alojamento e actividades culturais, educacionais, de cidadania e de convívio aos cidadãos envolvidos.
É dada prioridade aos candidatos com baixos rendimentos, designadamente portugueses, estrangeiros residentes em Portugal (nacionais de países terceiros, comunitários, refugiados ou asilados), luso-descendentes e pessoas que usufruam de sistemas de acolhimento e asilo com 55 ou mais anos, residentes no território nacional continental. O programa de turismo sénior decorrerá em hotéis da rede INATEL (25%) e privados (75%).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close