Governo autoriza repartição de encargos na obra Linha da Beira Alta – Cerdeira -Vilar Formoso

O Governo autorizou a Infraestruturas de Portugal (IP) a proceder à repartição de encargos relativos ao contrato para a “Linha da Beira Alta – Cerdeira – Vilar Formoso – fiscalização”, no distrito da Guarda. Numa portaria publicada hoje em Diário da República (DR), o Governo autoriza a IP “a proceder à repartição de encargos relativos ao contrato para a “Linha da Beira Alta – Cerdeira – Vilar Formoso – fiscalização”, até ao montante global de (euro) 4.100.000, na condição de ter financiamento europeu com candidatura aprovada e sujeito a financiamento máximo nacional de (euro) 1.286.559,50.
Segundo o DR, os encargos orçamentais decorrentes da execução do contrato são repartidos da seguinte forma: em 2021 (1.350.000 euros, a que acresce o IVA à taxa legal em vigor), em 2022 (2.055.000 euros, a que acresce o IVA à taxa legal em vigor) e em 2023 (695.000 euros, a que acresce o IVA à taxa legal em vigor).
É referido que “o montante fixado para cada ano económico poderá ser acrescido do saldo apurado no ano anterior” e que “os encargos financeiros resultantes da execução do presente diploma serão satisfeitos por verbas adequadas do orçamento da Infraestruturas de Portugal, S. A.”.
A portaria, que entra em vigor no dia seguinte ao da sua publicação, surge «considerando que a “Linha da Beira Alta – Cerdeira – Vilar Formoso – fiscalização» tem execução plurianual, tornando-se necessária a autorização do Ministro de Estado e das Finanças e do Ministro das Infraestruturas e da Habitação, e que o procedimento em causa tem um preço base de 4.100.000 euros, a que acresce o IVA à taxa legal em vigor. No documento lê-se também que a mesma resulta considerando que o início da prestação de serviços «ainda não ocorreu e que o prazo de execução abrange os anos de 2021 a 2023».
A portaria hoje publicada em DR é assinada pelo secretário de Estado do Orçamento, João Rodrigo Reis Carvalho Leão, e pelo secretário de Estado das Infraestruturas, Jorge Moreno Delgado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close