Governo estende sistema de geo-referenciação a todos os bombeiros do país em 2017

O secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, anunciou Sexta-feira que o sistema de georreferenciação para bombeiros, Siresp GL, vai ser estendido a todas as corporações do país já em 2017. «Quero anunciar publicamente que este projecto-piloto, Siresp GL, será estendido já em 2017 a todas as corporações de bombeiros do nosso país», afirmou Jorge Gomes, em Castelo Branco, durante o lançamento deste projecto-piloto, que numa primeira fase abrange apenas 18 corporações de bombeiros, uma por cada distrito do continente.
Esta nova ferramenta de geo-referenciação permite localizar as viaturas e os diferentes meios operacionais nos teatros de operação em tempo real e a monitorização das decisões operacionais.
O governante sublinhou que o projecto Siresp GL apresenta potencialidades que considera fundamentais, sobretudo porque é «especialmente relevante» na garantia de melhores condições de segurança dos operacionais envolvidos em missões de protecção e socorro, incluindo no combate a incêndios.
A geo-referenciação dos meios operacionais nos teatros de operações constitui, segundo Jorge Gomes, uma ferramenta essencial, que permite a sugestão de forma mais eficaz e em tempo real, bem como o apoio à tomada de decisão. «Esta solução, em funcionamento em 18 corpos dos bombeiros, um por cada distrito do continente, corresponde ao aproveitamento no âmbito operacional das potencialidades da rede do Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (Siresp)», disse.
O secretário de Estado da Administração Interna anunciou ainda em Castelo Branco que está em desenvolvimento outra ferramenta, o Siresp ST, que estará concluída até ao final do ano. «Esta nova funcionalidade permitirá pelo simples premir de uma tecla do rádio enviar as coordenadas geográficas da localização das ocorrências e a transmissão das mesmas aos sistemas de informação das forças e serviços de segurança e de proteção e socorro», sustentou.
Adiantou ainda que a entrada em funcionamento do Siresp ST irá permitir uma melhoria substancial da informação de localização das ocorrências nas bases de dados do Ministério da Administração Interna e realçou o enorme potencial desta ferramenta para o planeamento e gestão operacional. «O desenvolvimento e a implementação de novos recursos tecnológicos ao serviço da segurança e da proteção e socorro dos cidadãos constitui uma prioridade estratégica do MAI», disse.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close