Grupo Sacyr ganha obra para a linha da Beira Alta no valor de 57,6 ME

O grupo Sacyr, através da Somague e da Neopul, venceu a adjudicação para uma empreitada de modernização da linha da Beira Alta, avaliada em 57,6 milhões de euros, de acordo com um comunicado divulgado hoje. «A Sacyr Somague e a Sacyr Neopul acabam de conquistar a adjudicação da empreitada de “modernização da linha da Beira Alta, troço Santa Comba Dão – Mangualde”, projecto que tem um valor de 57,6 milhões de euros», indicou o grupo, numa nota.

A empreitada tem um prazo de execução de 760 dias e «consiste na renovação integral do canal ferroviário e superstrutura de via numa extensão de 40 km» (quilómetros), compreendendo a «terraplenagem, drenagem, via férrea, obras de arte, estações e apeadeiros, serviços afectados, instalações fixas de tracção eléctrica e infraestruturas para sinalização e telecomunicações», adiantou o grupo.

A Infraestruturas de Portugal tem actualmente três empreitadas para a Modernização da Linha da Beira Alta a concurso, em fase de recepção de propostas, representando no seu conjunto um valor global de investimento estimado de cerca de 200 milhões de euros, duas das quais são o troço Cerdeira – Vilar Formoso (25 quilómetros de extensão), que tem um preço base de 50 milhões de euros, e o troço Celorico da Beira – Guarda (46 quilómetros de extensão), com um preço base de 90,4 milhões de euros. A outra empreitada diz respeito ao troço Pampilhosa – Santa Comba Dão (34 quilómetros de extensão)/Construção da Concordância da Mealhada (Ligação, com 3,2 quilómetros, entre a Linha do Norte e a Linha da Beira Alta), que tem um preço base de 80 milhões de euros.

A IP evidencia que «está a ser desenvolvida a intervenção de modernização do troço com entre Guarda e Cerdeira, com 14 quilómetros, num investimento de 8,7 milhões de euros».

«Trata-se de um conjunto de intervenções de elevada importância na requalificação do caminho-de-ferro em Portugal, num troço que integra o Corredor Internacional Norte e cuja concretização potenciará a dinamização do transporte ferroviário, nas ligações inter-regionais e na ligação a Espanha», salienta a empresa.

A IP recorda que «a Linha da Beira Alta, principal ligação ferroviária à Europa, faz parte da rede “core” da Rede Transeuropeia de Transportes (RTE-T) e integra o Corredor Ferroviário de Mercadorias nº 4».

No quadro do Plano de Investimentos Ferrovia 2020, a Ligação Porto/Aveiro – Vilar Formoso (através da Linha da Beira Alta) é definida como um projecto prioritário que visa reforçar a ligação do Norte e centro de Portugal com a Europa por caminho-de-ferro, de modo a viabilizar um transporte ferroviário de mercadorias eficiente, potenciando o aumento da competitividade da economia nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close