Guarda 2000 tece duras críticas à Associação de Futebol da Guarda após o jogo do título

Minutos depois de conquistar o título distrital de Futsal Feminino, o treinador da Guarda 2000, Segura Fernandes criticou a Associação de Futebol da Guarda pelo facto da equipa ter ficado de fora da Taça de Futsal Feminino, uma prova que se vai realizar após o campeonato. O técnico e responsável da equipa justifica que as datas da Taça Nacional não coincidem com as da Taça Distrital e que, por essa razão, não entende a decisão da AFG. No jogo do título, as guardenses derrotaram o GD Meda, por 24-0.

Faustino Caldeira
fcaldeira@gmpress.pt

equipa de futsal feminino da Guarda 2000, que se sagrou campeã distrital no passado Sábado, não vai participar na Taça de Honra. O anúncio foi feito pelo treinador da equipa, Segura Fernandes, que diz não entender a decisão da Associação de Futebol da Guarda (AFG).
A formação da cidade, por ter vencido o Campeonato, vai disputar a Taça Nacional, a partir do dia 25 de Março e a Taça Distrital, realiza-se após o campeonato nos dias 4, 11 e 25 de Março.
Segura Fernandes refere que «numa primeira fase a AFG previa a participação das oito equipas, mas mais tarde fez um novo regulamento onde não está a Guarda 2000 porque, supostamente, vai disputar a Taça Nacional». «Num email dissemos que não estávamos de acordo porque sendo uma prova a disputar por eliminatórias em três fins de semana, havia condições para que todas as equipas pudessem participar. «Vai ser uma Taça Distrital sem o campeão distrital mas a AFG entendeu assim».
O técnico justifica ainda que as datas das provas nem seriam um problema se houvesse boa vontade, até porque a Taça Nacional só tem início no dia 25 de Março. «O argumento da AFG é apresentado de uma forma subtil porque dizem que houve alterações no calendário para se realizarem os jogos em atraso mas também aqui a Guarda 2000 sempre apresentou alternativas que nunca foram aceites», adianta.
O técnico lamentou ainda que os últimos dois jogos não tenham tido início à hora marcada, por nessa altura a equipa de arbitragem não estar presente. A equipa de arbitragem que estava nomeada para este encontro, que estava marcado para as 21H30, também estava nomeada para um jogo de futsal em Manteigas, às 19 horas , e às 21H30 ainda não estava na Guarda, pelo que o jogo só teve início por volta das 22H30.
Confrontado com estas declarações, o presidente da AFG, Amadeu Poço, afirma que «o Guarda 2000 não entra na Taça Distrital porque vai disputar a Taça Nacional e houve uma reunião com todos os clubes onde esse assunto foi abordado». «Gostávamos de ter as melhores equipas nas nossas provas mas não se podem mudar as regras do jogo no meio do jogo e até era melhor uma taça com as oito equipas porque é número par», acrescenta.

Jogo do título terminou com goleada
A uma jornada do final do campeonato, a Guarda 2000 sagrou-se campeã distrital de Futsal Feminino, ao derrotar o Grupo Desportivo de Meda, por 24-0. Ao intervalo, as guardenses já venciam por 11-0 e no segundo tempo os números avolumaram-se com naturalidade, até porque a equipa de Meda, com jogadores menos experientes que estão no primeiro ano de competição, ainda não pontuaram na competição.
A vitória por 24-0 aumentou para 171 o número de golos marcados pela Guarda 2000 em 13 jogos, tendo apenas 5 sofridos.
O treinador, Segura Fernandes, referiu, no final do encontro, que «o título é mais que justo porque a Guarda 2000 foi a melhor equipa ao longo do campeonato. Só falta disputar um jogo que é com o Celoricense, que também tem uma boa equipa e agora só falta aumentar o nível qualitativo das outras formações, mas a Guarda 2000, pelos números que apresenta, foi superior».
Agora o objectivo passa por fazer o melhor possível na Taça Nacional, com equipas que já apresentam outros argumentos, mas Segura Fernandes acredita que «a Guarda 2000 pode fazer história porque o plantel dá garantia de passar a primeira fase e seguir em frente».
Na hora de festejar o título distrital, Segura Fernandes reconheceu também o papel desempenhado pelo treinador Hélder Jerónimo, que orientou a equipa nas primeiras jornadas e de todos os colaboradores do clube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close