Guarda cancela feiras, suspende actividades culturais e encerra piscinas

A Câmara Municipal da Guarda anunciou que cancelou feiras ao ar livre, actividades com idosos, espectáculos culturais, encerrou piscinas e limitou a utilização de equipamentos desportivos, no âmbito do Plano de Contingência da doença Covid-19.
Em comunicado, a autarquia presidida por Carlos Chaves Monteiro refere que tomou medidas preventivas em relação à realização de actividades municipais que, “pelo número de participantes envolvidos, proveniência dos mesmos ou condições da sua realização, possam potenciar riscos inadequados”.
Segundo o município, foi decidido o cancelamento das feiras e mercados ao ar livre no concelho da Guarda, o encerramento do complexo de Piscinas Municipais até ao final do mês e o cancelamento de todas as actividades do Programa Guarda+65 (dirigido a idosos e reformados).
Foi também decidido, até ao final do mês, o cancelamento das actividades do Teatro Municipal da Guarda “que agreguem mais de 100 pessoas em cada evento” e dos espectáculos inseridos na iniciativa “Quadragésima”, que estava agendada para o período da Quaresma e da Páscoa.
O município da Guarda refere ainda na nota que permite a utilização do Pavilhão Desportivo Municipal de São Miguel, do Pavilhão Gimnodesportivo da Guarda (INATEL) e do Pavilhão e Ginásio do Estádio Municipal, para treinos e jogos, “sempre que não se ultrapassem os 100 utilizadores em simultâneo (atletas, dirigentes e público)”.
A autarquia permite também a utilização do Ginásio de Musculação, até ao limite de quatro pessoas em simultâneo, do Estádio Municipal (relvado e pista) e do Campo de Jogos do Zambito, para treinos e jogos, “sempre que não se ultrapassem os 1.000 utilizadores em simultâneo (atletas, dirigentes e público)”.
As medidas deliberadas fazem parte do Plano de Contingência do Covid- 19 da Câmara Municipal da Guarda e têm em conta a decisão colegial tomada na última reunião do conselho intermunicipal da Comunidade Intermunicipal das Beiras e da Serra da Estrela.
A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a doença Covid-19, provocada pelo novo coronavírus, que surgiu na China em Dezembro de 2019, como pandemia. Portugal registava na quarta-feira 59 casos de infecção pelo novo coronavírus. A região Norte continua a registar o maior número de casos confirmados (36), seguida da Grande Lisboa (17) e das regiões Centro e do Algarve (três cada).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close