Guarda entre os municípios que registaram rendimentos superiores à média em 2018

DCIM100GOPRO

Um quinto dos municípios registaram valores medianos do rendimento superiores à referência nacional durante 2018, fixada nos 9.067 euros, destacando-se Oeiras com o valor mais elevado do país (13.527 euros), revelou hoje o Instituto Nacional de Estatística (INE). Na Guarda, o valor chegou aos 9.500 euros.

Segundo as estatísticas do rendimento ao nível local, com indicadores de 2018 sobre o rendimento bruto declarado no Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS), 63 dos 308 municípios portugueses apresentaram valores medianos do rendimento superiores à referência nacional, com «31 municípios com valores acima de 10.000 euros por sujeito passivo, mais 16 do que em 2017».

No distrito da Guarda, a capital surge com o valor mais elevado por sujeito passivo (9.500 euros), seguindo-se quatro municípios com valores acima dos oito mil euros: Almeida (8.382), Celorico da Beira (8.083), Sabugal (8.043) e Seia (8.020). Os restantes nove municípios do distrito registaram rendimentos medianos abaixo dos oito mil euros: Manteigas (7.748), Gouveia (7.600), Fornos de Algodres (7.532), Trancoso (7.394), Meda (7.371), Pinhel (7.217), Vila Nova de Foz Côa (7.205), Aguiar da Beira (7.174) e Figueira de Castelo Rodrigo (7.129).

No país, «com valores acima de 11.000 euros destacavam-se, em 2018, os municípios de Oeiras (13.527 euros), Lisboa (11.499 euros), Cascais (11.488 euros), Alcochete (11.147 euros) e Entroncamento (11.061 euros)», revelou o INE.

A fixação do valor mediano registado em 2018 do rendimento bruto declarado deduzido do IRS liquidado por sujeito passivo em 9.067 euros representa «um aumento de 4,4% face ao ano anterior». De acordo com os dados do INE, com rendimentos medianos mais elevados, superiores à referência nacional, estão os 18 municípios da Área Metropolitana de Lisboa (AML), 18 no Centro, 13 no Alentejo, seis no Norte, cinco na Região Autónoma dos Açores, dois na Região Autónoma da Madeira e um no Algarve. «Por outro lado, em 55 municípios, sobretudo localizados na região Norte, o valor mediano do rendimento bruto declarado deduzido do IRS liquidado por sujeito passivo não atingia 7.500 euros», indicou o INE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close