Guarda recebe Cimeira ibérica dia 2 de Outubro

DCIM100GOPRO

Portugal e Espanha concluíram Quinta-feira o documento sobre a Estratégia Comum de Desenvolvimento Transfronteiriço, que contempla medidas para a mobilidade, desenvolvimento económico e social e ambiente, disse à Lusa a Secretária de Estado da Valorização do Interior.

A elaboração do documento foi finalizada numa reunião que decorreu esta manhã na cidade espanhola de Zamora entre a secretária de Estado da Valorização do Interior, Isabel Ferreira, e homóloga de Espanha, Elena Cebrián.

Em declarações à agência Lusa, Isabel Ferreira explicou que o documento, que será apresentado durante a próxima cimeira luso-espanhola, que se realiza em 2 de Outubro na Guarda, assenta em cinco eixos estratégicos.

Segundo adiantou a governante, os cinco eixos dizem respeito à mobilidade transfronteiriça, à melhoria das infraestruturas e da conectividade territorial, à coordenação dos serviços básicos, ao desenvolvimento económico e inovação e ao ambiente, energia e cultura.

Relativamente à mobilidade, Isabel Ferreira explicou que estão em causa medidas «muito centradas nos trabalhadores transfronteiriços» e na «eliminação de custos de contexto».

No segundo eixo das infraestruturas enquadram-se medidas relativas às vias de comunicação rodoviária e ferroviária e às questões de internet e da rede móvel nos territórios de fronteira.

O terceiro eixo abarca as questões da coordenação conjunta de serviços básicos, como a Saúde, Educação, Serviços Sociais e da Protecção Civil.

O desenvolvimento económico e a inovação territorial integram o quarto eixo estratégico e contempla medidas para a «atracção de pessoas, de empresas e de novas actividades e dinâmicas».

Já o quinto eixo contempla medidas para o Ambiente, Energia, centros urbanos e Cultura.

«Pela primeira vez, estamos aqui a assumir uma estratégia a longo prazo para os territórios da fronteira. Temos de olhar para esta fronteira como um território de oportunidade de desenvolvimento sócio-económico e de internacionalização e de um mercado ibérico que ganhe ele próprio uma centralidade maior naquele que é o contexto europeu», atestou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close