Guarda UD – 1 ACD Soito – 2 Locais ainda não pontuaram

O Guarda Unida perdeu, 2-1, com a Associação Cultural e Desportiva do Soito e continua sem pontuar no Campeonato Distrital da 1ª Divisão.
Com poucas novidades em relação à época passada, mas com muitos juniores de 1º ano no onze titular, o Guarda Unida sentiu dificuldades nos minutos iniciais mas foi equilibrando o jogo ainda no decorrer da primeira parte.
O primeiro sinal de perigo pertenceu à Desportiva do Soito. Aos 11 minutos, na sequência de um livre no lado direito apontado por Jorgito, Zé Pedro cabeceou por cima. Pouco depois, João Rito inaugurou o marcador, após um livre apontado no lado esquerdo. Os locais não acusaram o golo e poderiam ter restabelecido a igualdade por Zézito, que permitiu a defesa do guarda-redes Tiago.
Pouco depois da meia hora de jogo, novamente na sequência de um lance de bola parada, o Guarda UD chegou à igualdade. Pedro Lopes colocou a bola na área e Zé Pedro, de cabeça, marcou na própria baliza.
A igualdade ao intervalo ajustava-se ao trabalho feito pelas duas equipas, mas castigava alguma passividade por parte dos raianos.
Praticamente no início da etapa complementar, Tiago Dias, a passe de João Rito, marcou o golo que sentenciou a partida. O treinador dos locais, Carlos Coelho, ainda fez várias alterações, mas sem sucesso, uma vez que, com mais experiência, a formação do Soito soube controlar a vantagem, ainda que mínima.
No final do encontro, o treinador referiu que «foi um jogo muito disputado contra uma equipa experiente, mas estes primeiros jogos fazem parte de uma aprendizagem». «Vamos tentar conquistar pontos nestas primeiras 5 ou 6 jornadas para depois podermos evoluir porque esta equipa é muito jovem, dois jogadores da defesa têm 17 anos e havia muitos juniores no banco, mas só jogando é que podem evoluir e, por isso, a equipa tem uma grande margem de progressão», disse, acrescentando ainda que «neste encontro o Guarda Unida foi pouco criativo, pouco dinâmico e não criou situações de perigo para a baliza do Soito».
Carlos Coelho ainda não dá o plantel como encerrado e, apesar das duas derrotas já acumuladas, pensa conquistar «pelo menos um ponto na próxima jornada em S. Romão».
Do lado da Desportiva do Soito, o treinador, Faneca Alves não, gostou da 1ª parte mas considerou que «a equipa esteve melhor na segunda parte e poderia ter marcado mais golos». «O objectivo é melhorar a classificação da época passada, que foi o 9º lugar e o plantel já está fechado», adiantou.

.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close