Há 139 lares no distrito da Guarda e mais de cinco mil utentes

A Guarda não consta da lista das mais de 240 deliberações de encerramento a lares de idosos no âmbito de acções de fiscalização nos últimos dois anos. A garantia é dada pelo Instituto da Segurança Social, em resposta ao solicitado por este semanário sobre esta questão relativamente a 2018 e em comparação com o ano anterior. «Relativamente ao distrito da Guarda, e nos últimos dois anos, o Instituto da Segurança Social não tem registo de encerramentos de lares de idosos no âmbito de acções de fiscalização», assegura.
Neste distrito, estão sinalizados na Carta Social 139 lares de idosos e um total de 5066 utentes. Guarda e Sabugal são os concelhos com o maior número de equipamentos, com 21 cada, sendo ligeiramente superior neste último o número de utentes, 899, mais 54 que na Guarda (845). Seguem-se Gouveia e Seia, com 16 equipamentos, e, respectivamente, 713 e 450 utentes.
Do lado inverso está Manteigas, com apenas dois equipamentos e um total de 75 utentes, e Mêda, com três equipamentos e 23 utentes, apontam a Carta Social, cujos dados foram actualizados em Janeiro. A Carta Social é um documento que pretende dar a conhecer as respostas sociais, no âmbito da acção social, tuteladas pelo Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, em funcionamento no Continente, a sua caracterização, localização territorial, equipamentos e entidades de suporte. Notícia completa na edição em papel do Jornal Terras da Beira

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close