“I Can’t Breathe” no Teatro Municipal da Guarda

Elmano Sancho e Ana Monte Real sobem Quarta-feira ao palco do Pequeno Auditório do Teatro Municipal da Guarda (TMG) para apresentar “I Can’t Breathe”, uma co-produção Culturproject, Artistas Unidos e Festival Temps d’Images da autoria de Elmano Sancho, responsável também pela encenação, com apoio à dramaturgia de Rui Catalão. A peça, para maiores de 18 anos, está agendada para as 21h30.
Os acontecimentos em torno da morte do cidadão norte-americano Eric Garner, que deram origem ao movimento I Can’t Breathe, são o ponto de partida para uma reflexão sobre a ligação entre a exposição e total visibilidade da pornografia e a sociedade contemporânea, explica o TMG na agenda cultural.
Um actor de teatro, Elmano Sancho, e uma ex-actriz de filmes pornográficos, Ana Monte Real, encontram-se com a esperança de entender a crescente ausência de intimidade, a necessidade urgente em tornar tudo visível, a sensação de sufoco e indiferença, o cansaço generalizado e, sobretudo, para evitar o fim anunciado do mistério e da ilusão nas suas vidas, resume.
Elmano Sancho, «um dos melhores actores da actualidade», como o considerou Victor Afonso, programador do Teatro Municipal da Guarda (TMG), na conferência de imprensa de apresentação da agenda cultural para Abril, Maio, Junho e as primeiras semanas de Julho, licenciou-se em Teatro, ramo de Actores, na Escola Superior de Teatro e Cinema. Estudou também na Real Escuela Superior de Arte Dramático de Madrid, em Espanha, na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, no Brasil, e no Conservatoire National Supérieur D´Art Dramatique de Paris, em França.
Em 2014 vai trabalhar e estudar na SITI COMPANY (Anne Bogart), em Nova Iorque, como bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian.
Trabalhou com o Teatro da Garagem, Teatro dos Aloés, Jorge Silva Melo, Emmanuel Demarcy-Mota, Rogério de Carvalho, Ana Tamen, Miguel Abreu, Maria João Miguel, Paulo Lage, Pedro Gil.
Integrou o elenco da primeira companhia teatral europeia (direcção de Virgínio Liberti e Annalissa Bianco, Festival de Nápoles e Mérida). Integrou a XVIII edição da École des Maîtres com Arthur Nauzyciel.
Foi nomeado para o prémio de melhor actor pela Sociedade Portuguesa de Autores com o espectáculo “Não se brinca com o amor”, de Alfred de Musset (2012), que os Artistas Unidos apresentaram em Janeiro desse ano no Teatro Municipal da Guarda,
e “O Campeão do Mundo Ocidental”, de J.M. Synge (2014).
Foi nomeado para o prémio de melhor actor para os Globos de Ouro com o espectáculo “Não se brinca com o amor”, de Alfred de Musset (2011), “Herodíades”, de Giovanni Testori (2012), e “A Estalajadeira”, de Carlo Goldoni (2013).
Foi nomeado pela TimeOut para o prémio de melhor actor do ano (2012) com o espectáculo “Herodíades”, de Giovanni Testori.
Trabalhou, em Paris, com Bruno Bayen (“Les Femmes Savantes”, de Molière) e Jacques Allaire na Comédie Française.
Colabora, desde 2009, com a companhia de teatro Artistas Unidos.
Durante a temporada de 2012/2013 trabalha igualmente com António Aguiar em “Branca de Neve”, de Robert Walser (Festival FRINGE de Madrid, Festival Internacional de Setúbal), e Bruno Freyssinet da Transplanisphère em “The Power of Yes”, de David Hare – Festival de Epidauro 2013/Grécia.
Assina a sua primeira encenação, na qual também é actor, em Setembro de 2014 com o espectáculo “Misterman”, de Enda Walsh.
É distinguido com o prémio de melhor actor de Teatro pela Sociedade Portuguesa de Autores. Em 2015 apresenta o seu segundo espectáculo, “I Can´t Breathe”, no Festival Temps d´Images pelo qual recebe a menção especial do prémio da crítica da Associação Portuguesa de Críticos de Teatro.
No cinema e na televisão trabalhou com Keren Ben Rafael, Odile Brook, Jorge Paixão da Costa, Hugo Diogo, Solveig Nordlund, Valéria Sarmiento, Jérôme Cornuau, Benoit Jacquot.
É igualmente licenciado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade do Porto e em Tradução (Francês/Espanhol/Inglês) pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa.
É um dos actores de Portugal mais conhecidos fora do país, lê-se na sua biografia.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close