“Injustiça” é o grande vencedor da 25ª edição do CineEco

O documentário americano de Cynthia Wade e Sasha Friedlander, “Injustiça”(Grit), da competição Internacional Longas, é o vencedor do “Grande Prémio Ambiente” do CineEco 2019, que decorreu em Seia de 12 a 19 de Outubro. O filme sobre Dian, uma sobrevivente de um tsunami que enterrou 16 aldeias em Java Oriental, e a sua luta contra uma empresa indonésia que explora gás natural, conquistou o júri do Festival que, este ano, destacou a Emergência Climática como um dos seus temas centrais.
Ainda no panorama internacional de longas-metragens mereceram destaque documentários sobre temáticas transversais e actuais sobre a acção do Homem no meio-ambiente. O “Grande Prémio Antropologia Ambiental – Liberty Seguros foi conquistado por “Reator Perdido” (Lost Reator), documentário alemão sobre um grupo de pessoas que vivem numa dimensão de tempo pós-Chernobyl paredes-meias com uma Central de Energia Nuclear que nunca chegou a funcionar.
Já o Prémio Educação Ambiental – Associação Mares Navegados foi atribuído a “Genesis 2.0”, um filme-documentário sobre manipulação genética, tecnologia e criação na busca do “ouro branco” nos limites mais remotos da Sibéria.
O júri do CineEco atribui ainda três Menções Honrosas, aos filmes “O Herói das Ovelhas” (Sheep Hero) de Ton van Zantvoort, documentário que acompanha Stijn, um pastor tradicional forçado a inovar num mundo neoliberal, facto que entra em conflito com a sua visão idealista da vida; “Sonhando um Lugar” o primeiro filme de longa duração de Alfonso Kint, um relato sobre uma família que se reinventou num lugar, numa aldeia sonhada; e ainda a “Walden” de Daniel Zimmermann, documentário no qual o realizador suíço constata o absurdo de um dos princípios económicos que definem o mundo globalizado.
De entre os 80 filmes de mais de 20 países a Concurso na 25ª edição do Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela destacaram-se ainda no Prémio Internacional Curtas Metragens – Turistrela, o filme de animação em “stop montion” feito com argila intitulado “Pacha Lama Somos Nós: A Cerimónia para Pachamama”. “O Senhor Kubota” e a sua busca pela imortalidade conquistou o “Prémio Televisão”.
“Hálito Azul” de Rodrigo Areias conseguiu arrecadar o “Prémio Camacho Costa Lusofonia” e, no Panorama Regional, o documentário “Pagar a Promessa” de Tiago Cerveira levou o “Prémio Panorama Regional Lusofonia”.
Em ano de Bodas de Prata, entre os dias 12 e 19 de Outubro passaram pelas salas do Festival mais de 6.000 espectadores, para além de directores de festivais de cinema ambiente, realizadores e profissionais de várias áreas. «Foi uma semana dedicada ao melhor do que se faz ao nível da cinematografia de temática ambiental nacional e internacional que contou com a presença, em Seia, de cerca de 40 realizadores de vários países», salienta a organização. A edição comemorativa do Festival de Seia conseguiu agregar, uma vez mais, diversas actividades paralelas como as “eco-talks”, as oficinas de educação ambiental, e uma residência artística audiovisual.
«O CineEco prova ser um Festival de resistência. Estes 25 anos representam para o Município de Seia uma afirmação do seu papel no âmbito da promoção da Educação para o Ambiente e promoção turística, bem patente no número crescente de público e participantes nacionais e internacionais que todos os anos visitam e por cá ficam durante a semana do Festival», refere Mário Branquinho, director do festival.
O CineEco fecha as portas no grande ecrã em Seia, mas entra em itinerância ao longo deste ano nas suas extensões por todo o país, incluindo Madeira e Açores, “prova de que este Festival tem conquistado um número crescente de públicos de várias idades sendo um pólo aglutinador de cinema e educação ambiental no País, tendo no CineEco o seu mediador comum”, ressalva o director do Festival.
O Festival Internacional de Cinema Ambiental regressa a Seia, em 2020, entre os dias 10 a 17 Outubro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close