INVESTIGADOR CONSIDERA INACEITÁVEL «QUE SE REPITA O CENÁRIO EM TERMOS DE VÍTIMAS MORTAIS» DOS INCÊNDIOS DE JUNHO E OUTUBRO

Existe uma forte probabilidade das condições atmosféricas registadas nos incêndios do ano passado poderem vir a repetir-se. A culpa é das mudanças climáticas, mas «não é aceitável que não se faça tudo o que for possível para evitar que isso aconteça», defende Xavier Viegas, do Centro de Estudos Sobre Incêndios Florestais. Questionado sobre o relatório aos fogos de Outubro, o investigador disse ao TB que «ocorreram em condições meteorológicas muito adversas, muito fora do comum, e naturalmente diferentes das de Junho». Xavier Viegas participou esta semana no seminário “Incêndios florestais – fatalidade ou incúria?”, que decorreu Terça-feira no Instituto Politécnico da Guarda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close