João Caramelo, ex-dirigente do CDS na Guarda, considera que o partido «tem que ver em que medida é que o eleitorado tradicional do CDS se revê no discurso» de André Ventura

O resultado obtido por André Ventura, líder do Chega, deverá levar os partidos a reflectirem sobre isso, especialmente o CDS. É esta a opinião de João Caramelo, antigo líder da Concelhia da Guarda do CDS, ex-delegado distrital e ex-candidato pelo partido às legislativas de 2005 e 2009.

Nesta entrevista ao TB, publicada esta semana, o centrista analisa a actual crise no partido e entende que as eleições autárquicas são um teste à liderança do CDS. Defende que deve haver um entendimento entre o CDS e o PSD para defrontarem as próximas autárquicas no distrito. Pode ler a entrevista completa na edição desta semana do Jornal Terras da Beira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close