Jorge Mendes (BE) propoê criar Observatório Social do Concelho da Guarda

O candidato do BE à presidência da Câmara da Guarda, Jorge Mendes, propôs hoje a criação de um Observatório Social e a implementação de um programa de combate à exclusão social no concelho. A criação do Observatório Social do Concelho da Guarda e a implementação de um programa de combate à exclusão social que dê “particular atenção às questões da extrema pobreza, da toxicodependência e do alcoolismo”, fazem parte do programa eleitoral autárquico da candidatura do BE, que foi hoje apresentado na Alameda de Santo André, numa sessão que contou com a presença da eurodeputada Marisa Matias.

Jorge Mendes destacou também que o programa eleitoral do BE inclui “a redução do IMI [Imposto Municipal sobre Imóveis] à taxa mínima de 0,3%”. “O apoio à população envelhecida através de equipas multidisciplinares, a disponibilização de uma casa abrigo para vítimas de violência doméstica, a criação e a implementação de um plano estratégico para a habitação social e de uma agência municipal de arrendamento para a gestão do património subutilizado”, são outras das propostas.

O candidato do BE também defende a “adesão imediata” à tarifa social automática da água, medida que beneficiará cerca de dois mil agregados familiares do concelho, e o reforço dos serviços públicos “para combater a exclusão e as profundas desigualdades sociais”.

Jorge Mendes explicou que o programa do BE para o município da Guarda assenta em oito eixos prioritários: ambiente e sustentabilidade; transparência, participação e democracia; políticas sociais; educação; turismo, lazer e património; reabilitação urbana, património e mobilidade; emprego e economia; e cultura.

Na área do ambiente, o BE defende a criação do “Programa Guarda Verde” que inclui, entre outras medidas, a despoluição dos rios Diz e Noéme.

A criação da figura do provedor do munícipe, de um plano municipal de turismo e outro de cultura, a recuperação do centro histórico da cidade e o projeto “Guarda Cidade Bioclimática”, são outras das sugestões.

Nas acessibilidades, o candidato do BE inclui a abolição das portagens nas autoestradas A23 (Guarda/Torres Novas) e A25 (Aveiro/Vilar Formoso) e, na saúde, a “necessidade urgente” de o Governo completar as obras da denominada segunda fase do hospital.

Da lista liderada por Jorge Mendes à autarquia da Guarda fazem parte, por ordem, Inês Pombo (estudante universitária), Rui Fragona (médico veterinário) e Artur Alves (assistente administrativo).

O BE apresenta como candidata à liderança da Assembleia Municipal a psicóloga Bárbara Xavier.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close