Jornadas Europeias do Património assinaladas no distrito

As Jornadas Europeias do Património 2017, que se realizam entre Sexta-feira e Do-mingo, subordinadas ao tema “Património e Natureza”, vão envolver 1.500 actividades em 160 concelhos do país, oito dos quais do distrito da Guarda. As mais de 800 entidades públicas e privadas que se propuseram organizar iniciativas para estes dias duplicou a oferta registada no ano passado, revelou na passada Quinta-feira a Direcção-Geral do Património Cultural, ao anunciar o programa oficial.
A Guarda é entre os oito concelhos do distrito aquele que mais actividades tem agendadas, uma das quais a ter lugar em Salamanca. Concretamente o lançamento do catálogo de peças da exposição Del Jardín del Bosco – Diálogos com o Museu da Guarda de Florencio Maillo, esta Sexta-feira pelas 12h00.
No dia seguinte, pela 17h00, Sérgio Pissarra e Pedro Ribeiro vão estar no Museu para orientar um workshop de boas práticas para caminheiros que pretendem realizar o Caminho de Santiago.
A Associação Cultural e Desportiva do Jarmelo promove duas actividades, ambas a ter lugar no Domingo e no Castro da aldeia: palestra sobre o tema das Jornadas por Fernando Carvalho Rodrigues, pelas 17h00, e, uma hora mais tarde, um espectáculo pelo grupo de música tradicional “Gaiteiros da Beira”.
Ainda no Domingo, entre as 9h00 e as 12h30 haverá uma caminhada, com dificuldade média, de uma parte do troço do Caminho de Santiago no concelho da Guarda, entre o Museu da Guarda e Portela (Aldeia Viçosa); A Igreja Matriz daquela aldeia recebe, pelas 15h00, a palestra Caminhos de Santiago – Património e Natureza, por José Luis Sanches, sobre o traçado do Caminho de Santiago e a sua relação com o património natural no concelho da Guarda; e ainda descida em rappel e slide da Catedral da Guarda entre as 14h00 e as 18h00.
No concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, a Ribacvdana organiza Sábado e Domingo uma visita guiada entre as Ruínas do Castelo de Monforte de Ribacôa e o Museu do Côa.
Para Domingo estão agendadas duas actividades na antiga escola de Vilar de Amargo, sede da entidade organizadora, a Associação de Desenvolvimento Local Terra do Lagarto: À Descoberta do Património Arquitectónico de Vilar de Amargo, uma caminhada à descoberta daquela aldeia através dos olhos de pessoas locais, com início às 15h00, e jogos tradicionais, a partir das 16h00.
Em Vila Nova de Foz Côa, três dias três iniciativas: Pelo caule da memória – conjunto de três actividades pedagógicas direccionadas ao público escolar, sobre temas em torno das memórias relacionadas com a Natureza do Vale do Côa, entre as 9h00 e as 16h00 de Sexta-feira; Navegar nas águas da memória do Côa – percurso fluvial em canoa descendo o troço final do rio Côa, entre as 9h15 e as 16h30 de Sábado; e residência artística nos espaço públicos interiores e exteriores do Museu do Côa, às 11h00, 12h00, 17h00 e 19h00 de Domingo.
Um percurso entre a Barragem da Lagoa Comprida e a Câmara de Carga de Sabugueiro, com passagem pelo Covão do Forno, é a proposta do Museu Natural da Electricidade, no concelho de Seia, agendada para as 10h00 de Sexta-feira.
Ainda em Seia, a Santa Casa da Misericórdia promove o II Concurso de Fotografia – Olhares sobre o Património, a acontecer se Sexta a Domingo das 10h00 às 18h00.
Nos restantes concelhos haverá apenas uma actividade no âmbito das Jornadas, uma iniciativa do Conselho da Europa e da Comissão Europeia.
Em Almeida, a Ponte do Côa irá acolher esta Sexta-feira, das 10h00 às 12h30, uma acção de limpeza/sensibilização, que pretende consciencializar para a preservação do património cultural e natural da região e promover a reflexão sobre os trágicos incêndios de 2017.
Gouveia optou por visitas pedagógicas ao espólio arqueológico de origem romana, pelas judiarias da cidade e por lugares de valor ambiental, a acontecer nos três dias durante a manhã e a tarde.
A Casa Municipal da Cultura de Mêda recebe, no Sábado, uma exposição dedicada aos patrimónios naturais e construídos na Região do Douro seguida de conferencia sobre a presença humana na região e ainda uma breve apresentação da evolução humana.
Para Trancoso está prevista uma visita ao Campo da Feira, onde a partir do séc. XIX, se passou a realizar a feira e o mercado semanal. A activi-dade, destinada ao público escolar, acontece entre as 9h00 e as 12h30 de Sexta-feira.
GM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close