José Augusto de Castro em destaque na BMEL

A Biblioteca Municipal Eduardo Lourenço (BMEL), na Guarda, inaugura hoje a exposição biobibliográfica “José Augusto de Castro: uma vida de combate”, onde são abordados aspectos da vida e obra do autor, a sua relação com a Igreja e com Deus e a sua vida de combate. A mostra, que concebeu e produziu, é constituída por vários painéis, obras editadas, objectos pessoais, livros inéditos e manuscritos, e estará patente ao público até 26 de Março.
A exposição, à qual serão realizadas visitas guiadas para alunos do 3º Ciclo do Ensino Básico e Secundário, com o objectivo de dar a conhecer mais profundamente a vida e a obra do referido autor, é uma das actividades que a BMEL irá promover durante este mês, no qual lembra a vida e a obra do jornalista, poeta, comerciante e funcionário público. Autor que na Guarda do início do século XX desempenhou um papel fundamental na luta e defesa dos ideais republicanos antes e depois da implantação da República.
José Augusto de Castro nasceu em 1862 em Prova, no concelho de Mêda, mas cedo parte para o Porto à procura de emprego. Ainda jovem emigra para o Brasil, onde inicia a sua actividade jornalística, já marcado com as ideias, então em voga, da defesa de causas sociais e políticas, nomeadamente as do republicanismo. Regressa à Guarda por motivos de saúde, à procura da cura para a tuberculose de que padecia.
Em 1906 fundou o jornal O Combate, defensor da Ideia Republicana em Portugal, ainda sob o regime monárquico, o qual será um palatino do ideal que defende, combatendo ferozmente os opositores políticos e a própria Igreja Católica.
Entre outros, publicou “Os rebeldes”, “O inimigo”, “Terra sagrada: Guarda” e “Civilização e hipocrisia”, resume a BMEL em nota de imprensa.
A pretexto deste destaque, estão programadas três conferências, nas quais serão tratados os temas “O jornal O Combate e a defesa do intervencionismo republicano na Guarda” por José Luís Lima Garcia, no dia 16, às 18h00, “O periodismo no tempo de José Augusto de Castro” por Regina Gouveia, dia 24 às 18h00, e dia 29, às 18h00, “O jornalismo no século XXI: desafios e oportunidades” por João Canavilhas.
DR

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close