Jovem que atropelou duas mulheres condenado a três anos de prisão efectiva (em actualização)

O jovem que atropelou mortalmente duas mulheres, em Janeiro deste ano na Guarda, foi condenado pelo colectivo de juízes do Tribunal da Guarda a três anos de prisão efectiva. José Igreja, advogado de defesa do condutor, vai analisar o acórdão para depois decidir se recorrerá da decisão.
DE recordar que o acidente aconteceu no dia 21 de Janeiro, pelas 16:45 horas, quando as duas mulheres, com 71 e 78 anos, regressavam da inauguração da casa Mortuária da Póvoa do Mileu e foram colhidas pelo automóvel. Segundo a acusação, o arguido circulava, «pelo menos, a 90,04 quilómetros por hora» e não conseguiu efectuar a curva «na totalidade», atropelando mortalmente as duas mulheres. O veículo de marca BMW «galgou o passeio e apanhou as vítimas com a parte frontal «de forma violenta e brutal, provocando-lhes morte imediata», descreve a acusação. As famílias das vítimas pediam uma indemnização cível no valor global de 215 mil euros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close