Julgamento do Galo marcado para este Domingo

Este ano volta-se a queimar o galo na Guarda. O Julgamento do galináceo, «o momento alto e mais genuíno do programa», está marcado para as 16h00 de Domingo na Praça Luís de Camões (Praça Velha). A escolha do dia – habitualmente Segunda-feira de Carnaval, e da hora – ao fim da tarde e não ao início da noite, é uma das grandes novidades da programação do GuardaFolia, promovido pela Câmara local, que promete cinco dias de folia.
Baseado em tradições populares, o espectáculo integra este ano um conceito de envolvimento artístico inovador. «A participação das Juntas de Freguesia obtém um protagonismo que ultrapassa o habitual desfile», com início às 15h00 na Alameda de Santo André, «e incide num quadro de relevo no próprio espectáculo», explica a organização no dossiê de imprensa.
O conceito continua a basear-se no Julgamento do Galo (o culpado de todos os males) e na sua queima e morte, que exorcizará o mal e representará o renascer da esperança. O Galo tem este ano aves/galináceos que o defendem e que o acusam. Cada freguesia terá como seu ícone uma ave, cuja cabeça representará simbolicamente a sua forma emotiva na arte de folgar. O carro alegórico e a animação que irá ser criada à sua volta demonstrará a sua indignação sobre os tormentos que tolhem um voo de liberdade e de felicidade, descreve o documento.
O espectáculo irá explorar teatral e musicalmente um ritual comunitário que se «distingue no panorama de festejos carnavalescos de Portugal, pelo envolvimento de centenas de participantes que, com as suas interpretações, lhe conferem uma autenticidade singular».
Num primeiro momento, lê-se no dossiê, cada freguesia participará na dramaturgia através da decoração/construção cenográfica do seu carro e da caracterização teatral dos elementos que animarão, como prolongamento da sua ave, cada uma das estruturas móveis do desfile. A interpretação teatral, a sonoridade/música, os figurinos e adereços obedecerão ao plano artístico global do desfile/espectáculo, havendo um acompanhamento dos coordenadores (artístico, musical, figurinos e construção) que transmitirão as linhas de actuação, de forma a constituir-se a homogeneidade pretendida, sublinhando a identidade dada pela ave que serve de “emblema” a cada freguesia. Procurar-se-á que cada freguesia tenha uma dinâmica própria que não extravase o sentido particular do seu ícone (ave).
Após o momento do desfile, antecipa a organização, cada uma das freguesias com o seu ícone (ave) passará a integrar um grupo de 4 aves (de defesa ou acusação), passando a agir como personagem colectivo com uma acção teatral própria de acordo com a dramaturgia do espectáculo. Ou seja, pretende-se uma relação teatral que seja personificada pelo grupo de 4 freguesias juntas para servirem o global do espectáculo. Será cada uma destas personagens colectivas (Coros gregos) os actores que protagonizam com a sua interpretação teatral e musical a “GaloVisão”, sendo as letras das músicas os seus hinos e manifestos de acusação e defesa.
Ouvidos os argumentos de defesa e de acusação, o juíz D. Sancho ditará a sentença.
O Galo é da autoria de Fernando Merino, sendo a peça concluída por alunos de artes da Escola da Sé com a orientação de Agostinho da Silva, professor naquela escola.
Mas festa começa dias antes, mais precisamente na Sexta-feira, com o desfile carnavalesco pelas escolas do concelho, com início às 14h00, este ano dedicado aos contos infantis. São aguardadas «cerca de duas mil crianças».
Arrancam ainda as “Tabernas do Entrudo”, que irão funcionar, até dia 9, em vários espaços do Centro Histórico da Guarda. Trata-se de uma iniciativa «em colaboração com várias associações, comerciantes e empresários do concelho e promete aquecer corações e…estômagos com várias iguarias alusivas à época carnavalesca».
Para a manhã de Domingo está marcada «a mais divertida corrida do ano». «A Fun Run promete um circuito citadino cheio de obstáculos (poucos) e de humor e divertimento (muito). Uma corrida para participar individualmente ou em grupo. As únicas condições para participar são o adereço carnavalesco e a boa disposição».
A partida está marcada para as 11h00 na Alameda de Santo André.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close