Marco Costa no Centro de Alto Rendimento de Rio Maior

Marco Costa, atleta do Clube de Natação da Guarda, é o primeiro nadador do CNG a ficar interno no Centro de Alto Rendimento de Rio Maior. Os bons resultados obtidos, ao longo dos últimos dois anos, pelo atleta da Guarda despertaram o interesse dos responsáveis da Federação que endereçaram o convite ao nadador de apenas 15 anos que, em Abril, se sagrou campeão nacional no escalão de juvenis, na modalidade de 200 metros estilos. Marco Costa vai viver, estudar e treinar em Rio Maior mas continua a pertencer ao Clube de Natação da Guarda.

Faustino Caldeira
faustinocaldeira@gmail.com

Cinco meses depois de se ter sagrado campeão nacional de juvenis, na modalidade de 200 metros estilos, em Coimbra, Marco Costa, nadador do Clube de Natação da Guarda (CNG), foi convidado para ficar como interno Centro de Alto Rendimento de Rio Maior e aceitou o convite. A mudança está para breve e é, para já, o maior desafio da ainda curta carreira do nadador de 15 anos e que está há 7 no CNG.
Em declarações a este semanário, o nadador explicou que esta oportunidade surgiu depois de um telefonema do seleccionador da Associação de Natação do Interior Centro (ANIC), que falou, em primeiro lugar, com a mãe do atleta. Ao princípio, Marco Costa ficou um pouco reticente porque a ida para Rio Maior vai implicar abandonar a Guarda, a casa dos pais, a escola, os amigos e colegas, mas foi incentivado por todos para aceitar o convite. «Espero encontrar o melhor para mim, que consiga melhorar e ter um bom futuro. Vou estar lá durante a semana e depois regresso ao fim-de-semana para fazer as provas e estar com a família e amigos», conta. Conciliar os estudos e a natação parece não ser um problema para o jovem nadador da Guarda, que em Abril deste ano, se sagrou campeão nacional nos 200 metros estilos. Marco Costa reconhece que os estudos não podem ficar para trás e que agora vai ter sempre os responsáveis a acompanharem o trabalho na escola e na natação. «Posso conciliar tudo como tenho feito até aqui. E vai ser bom para a minha carreira porque eles vão-me obrigar a estudar e tenho de ser um bom nadador e continuar os estudos», diz. Deixar a Guarda e os amigos parece ser também um problema já ultrapassado. «Vou estar com pessoas que não conheço mas depressa se fazem amizades. Era bom que fosse mais alguém da Guarda, ia ser mais fácil mas vai ser muito bom para a minha carreira. Se não tiver um bom desempenho no desporto e nos estudos é que não vai dar para continuar», refere, acrescentando que «os treinadores do clube também o incentivaram a abraçar esta oportunidade que pode ser única.
A mãe do atleta, Liliana Ribeiro, também está satisfeita com a ida do filho para Rio Maior, mas não esconde já alguma saudade. A progenitora conta que ficou surpreendida com o convite porque, no fundo, foi feito a um atleta de um clube do interior do país. Contudo, pensa que esta oportunidade é fruto do trabalho desenvolvido pelo clube da cidade, pelos treinadores, dirigentes e também pelos bons resultados obtidos pelo atleta. «Sei que vai ser o melhor para ele e pode ser o futuro dele. É um bom prémio e só é pena não haver oportunidades para outros atletas do clube», diz.
Ser mãe de um atleta também não é fácil. Liliana Ribeiro justifica que são muitos fins-de-semana porque as provas são sempre longe da Guarda. Ir ao Fundão ou a Castelo Branco são as viagens mais curtas. O resto é tudo no Alentejo, Coimbra, Lisboa ou Algarve e é necessário um esforço enorme por parte de todos os pais porque, no fundo, a natação acaba por ser uma modalidade muito boa para a saúde de qualquer pessoa».
Quanto à ida de Marco Costa para Rio Maior, Liliana Ribeiro diz que «o importante é pensar que o Marco está bem está a trabalhar para o futuro dele e esta oportunidade vai ajuda-lo a ser melhor e a crescer enquanto homem e enquanto atleta». «E depois há outro aspecto importante. O Marco vai continuar a ser atleta do Clube de Natação da Guarda», conclui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close