Menos consultas, menos cirurgias e menos atendimentos nas urgências na ULS da Guarda até Setembro

Até ao mês de Setembro, a Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda realizou menos consultas e menos cirurgias comparando com igual período do ano passado. Nos primeiros nove meses deste ano, o número de consultas médicas diminuiu 11,5 por cento e foram realizadas menos 64,1 por cento de cirurgias programadas.

A actividade em ambulatório diminuiu 77,6 por cento e também houve menos cirurgias urgentes (- 2,6 por cento). Os dados são da Monitorização Mensal dos Hospitais, divulgados pela Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) que avalia a produção e rácios de eficiências das unidades de saúde.

As primeiras consultas foram as que sofreram maior quebra, menos 6 484 do que no ano passado, o que representa uma diminuição de 28 por cento. As consultas subsequentes desceram 10 por cento (menos 5 102).

Nas Urgências, os atendimentos recuaram 27,8 por cento, tendo sido atendidos nestes meses menos 20 876 doentes. Os números traduzem o impacto da pandemia de covid-19 na actividade assistencial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close