Ministro Eduardo Cabrita disse que a circulação de emigrantes é prioridade nas negociações com Europa

O Governo de Espanha vai prolongar o estado de emergência no país durante “cerca de um mês”

O ministro da Administração Interna disse hoje que no âmbito das medidas que estão a ser negociadas a nível europeu, a prioridade nacional está relacionada com a circulação dos emigrantes nos meses de Verão.

«Há uma dimensão, que é uma dimensão europeia. Para nós, a prioridade é a circulação dos nossos cidadãos que possam, vindos do resto da Europa, de França, da Suíça, da Alemanha, com certeza, vir passar o seu Verão a Portugal, voltando às suas terras e promovendo também aquilo que é a dimensão de animação da economia local», disse hoje Eduardo Cabrita.

O governante falava aos jornalistas na fronteira de Vilar Formoso, no concelho de Almeida, distrito da Guarda, após uma visita ao Centro de Cooperação Policial e Aduaneira (CCPA), onde se inteirou da atividade realizada desde que foram repostas as fronteiras.

Sobre o assunto, Eduardo Cabrita referiu: «Com preocupações de salvaguarda de distanciamento físico, utilizando regras de etiqueta respiratória e de higiene no uso das instalações, mas os resultados positivos que temos vindo a consolidar permitem-nos olhar para um Verão com emigrantes em Portugal».

O ministro disse ainda que o país tem de «consolidar» os resultados positivos registados mas, também, «gradualmente permitir condições que permitam aos portugueses vir até Portugal», de acordo com a estratégia definida pela Comissão Europeia.

Disse ainda esperar que essa estratégica possa permitir «um gradual alargamento das possibilidades de circulação», em primeiro lugar nas fronteiras internas (aéreas e terrestres) dentro da União Europeia e, numa segunda fase, de fronteiras para fora da União Europeia.

O controlo das fronteiras terrestres com Espanha está a ser feito desde as 23:00 do dia 16 de Março em nove pontos de passagem autorizada, devido à pandemia da Covid-19.

Os pontos de fronteira em funcionamento são Valença-Tuy, Vila Verde da Raia-Verín, Quintanilha-San Vitero, Vilar Formoso-Fuentes de Oñoro, Termas de Monfortinho-Cilleros, Marvão-Valência de Alcântara, Caia-Badajoz, Vila Verde de Ficalho-Rosal de la Frontera e Castro Marim-Ayamonte.

No âmbito do controlo das fronteiras, estão impedidas as deslocações turísticas e de lazer entre os dois países, sendo apenas permitida circulação de transportes de mercadorias e de trabalhadores transfronteiriços.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close