Modelo para a reabilitação do Hotel Turismo vai ser apresentado oficialmente esta tarde na Guarda

O Hotel Turismo da Guarda vai passar para as mãos da Empresa Nacional de Turismo (Enatur), entidade concessionária das Pousadas de Portugal e que é detida e pelo Turismo de Portugal e pelo Grupo Pestana Pousadas. A cerimónia de assinatura do memorando e apresentação do modelo para a reabilitação daquela unidade hoteleira para depois ser integrada na Rede de Pousadas de Portugal está agendada para hoje à tarde na Sala António Almeida Santos, no edifício dos Paços do Concelho da Guarda. A sessão deverá contar com as presenças de António Costa Silva, ministro da Economia e do Mar, Ana Mendes Godinho, ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social), bem como do secretário de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Nuno Fazenda, do presidente da Enatur, Rui Mota, e da vice-presidente do Turismo de Portugal, Teresa Monteiro.

Como o TB online divulgou em primeira mão no passado dia 22 de Novembro, aquela unidade hoteleira, projectada pelo arquitecto Vasco Regaleira em 1936 e inaugurado no dia 6 de Julho de 1947, deveria passar para as mãos do Grupo Pestana, que, depois de requalificado, o integraria na Rede de Pousadas de Portugal.

O TB também adiantou que faltava apenas a autorização do Ministério das Finanças à proposta que tinha sido aprovada pelo conselho directivo do Turismo de Portugal tendo em vista a celebração de «um contrato de arrendamento com um operador económico».

De recordar que, por proposta da bancada do movimento “Pela Guarda”, a Assembleia Municipal da Guarda decidiu em Abril último, por maioria, instar o governo para que, se até ao final de 2022, não decidisse recuperar o Hotel de Turismo, o deveria devolver ao município.

Isto mesmo recordou o presidente do Município da Guarda, Sérgio Costa, numa carta endereçada, no passado dia 6, ao ministro da Economia, na qual também refere que o Governo deve «uma resposta urgente, concisa e clara à população, sobre este este equipamento que faz parte da Guarda e é fundamental que continue no futuro a ser uma referência para todos». E apela, por isso, ao «empenho pessoal» do governante para que, «com a maior brevidade e em conjunto» possa ser dada resposta a «tão justa e ansiada pretensão das gentes deste concelho, que é a revitalização e abertura do Hotel Turismo».

No ofício ao titular da pasta da Economia, o autarca relembra a importância da emblemática unidade hoteleira, que abriu portas há 75 anos, e que «desde o seu encerramento, há mais de 12 anos, que tem sido uma constante e forte pretensão devolver este histórico edifício à Guarda e aos guardenses, dando, assim, continuidade à actividade para o qual foi pensado, projectado e construído». (Foto: Arquivo TB)

Gustavo Brás

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close