Município da Guarda aprova regime excepcional de ocupação da via pública por esplanadas

A Câmara Municipal da Guarda aprovou um regime excepcional de ocupação da via pública com esplanadas e decidiu conceder isenção de taxas, devido à pandemia causada pela Covid-19.

O município da Guarda refere, em comunicado, que no seguimento do gradual levantamento das medidas de confinamento devido à pandemia por covid-19 e tendo por objectivo a recuperação e revitalização da vida social e da economia local, «criou mais alguns incentivos ao comércio local e à restauração». «Mediante requerimento dos interessados, pode ser autorizado o aumento da área ocupada do domínio público com esplanadas a título excepcional e temporário», adianta a autarquia, indicando que o aumento da superfície «tem como finalidade permitir que os operadores económicos possam redistribuir o número de mesas por uma área maior salvaguardando as medidas de distanciamento recomendadas».

«O requerimento para aumento da ocupação do domínio público, com carácter excepcional, com esplanadas, deve ser instruído com os elementos necessários para verificação da sua conformidade e não colisão com outros direitos – como o de circulação – designadamente, desenho da instalação da esplanada, com indicação do número de mesas e de cadeiras a instalar e respetivo distanciamento», lê-se.

Ainda de acordo com o município da Guarda, «será concedida isenção das taxas devidas pela totalidade da ocupação da via pública com esplanadas, bem como das taxas de apreciação dos pedidos, até Setembro de 2020».

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close