Município da Guarda distribui 1.500 testes rápidos pelas instituições sociais

O município da Guarda iniciou hoje a distribuição de 1.500 testes rápidos para diagnóstico do novo coronavírus pelas instituições sociais do concelho, para «protecção dos mais vulneráveis».

«A Câmara Municipal da Guarda inicia hoje a entrega de 1.500 testes SARS-CoV-2 a 44 Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS), centros de dia, lares e organismos do concelho da Guarda que prestam serviços e cuidados individualizados e personalizados», refere a autarquia em comunicado enviado.

Segundo a nota, com esta medida, o município presidido por Carlos Chaves Monteiro, «complementa a cobertura das IPSS que não são abrangidas pelo Governo, que testa apenas os trabalhadores das instituições que acolhem acima de 50 utentes».

O município salienta que, nos próximos três meses, pretende «potenciar o rastreio das equipas que trabalham com os utentes, procurando, desta forma, mitigar a propagação do vírus nessas instituições, para protecção da respectiva comunidade residente».

A acção é desenvolvida no âmbito das medidas de prevenção e proteção da epidemia causada pela covid-19 que o município da Guarda tem vindo a implementar “para proteção dos mais frágeis, nomeadamente da população mais idosa, doentes e cidadãos portadores de deficiência”, é acrescentado.

«Consciente das dificuldades acarretadas pelos planos de contingência quer a nível individual, quer a nível colectivo, a Câmara da Guarda quer continuar a estar na linha da frente na protecção dos mais vulneráveis», lê-se no comunicado.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 1.884.187 mortos resultantes de mais de 87,1 milhões de casos de infecção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 7.472 pessoas dos 456.533 casos de infecção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direcção-Geral da Saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *