Município de Manteigas vai fortalecer a promoção das potencialidades locais

SONY DSC

O município de Manteigas pretende ser uma alternativa às praias do Litoral, devido às limitações causadas pela pandemia da Covid-19, e tenciona captar turistas para o território.

O Conselho Empresarial Municipal de Manteigas (CEMM) reuniu na Quarta-feira e, entre outras medidas, decidiu desenvolver «uma campanha de “marketing” territorial planeada, tendo em vista a captação do turismo interno nesta primeira fase, através da criação de diversas acções de comunicação», nomeadamente o «fortalecimento ao nível da publicidade do território», segundo o presidente da autarquia, Esmeraldo Carvalhinho.

«Face à situação que se vive neste momento no país, não haverá grandes possibilidades de se fazer turismo nas praias e o nosso território, com espaços abertos, no âmbito do denominado turismo de natureza, pode ser uma alternativa às famílias impedidas de fazer praias no litoral», disse o autarca à agência Lusa.

Na sessão do CEMM, realizada com o objectivo de analisar os efeitos da pandemia da Covid-19, foram explicadas as medidas já adoptadas pela Câmara de Manteigas e decididas iniciativas para dinamizar a economia local. O município refere em comunicado que foi decidido o «reforço financeiro do Fundo Municipal de Emergência Social para resolução de situações emergentes da quebra de rendimentos das famílias» e realizar um investimento público, na ordem dos 600 mil euros, «designadamente ao nível da construção de obras municipais por forma a mitigar os efeitos da pandemia na economia local (área da construção civil)».

O município também determinou aderir à plataforma digital de vendas “online” “Marketplace” “BEIRANOSSA”, apoiada pelos 15 municípios da Comunidade Intermunicipal das Beiras e Serra da Estrela e administrada e desenvolvida pela Associação Empresarial da Região da Guarda – NERGA.

Esmeraldo Carvalhinho adiantou à Lusa que a autarquia de Manteigas pretende «reforçar a economia local», para continuar «a criar postos de trabalho» e manter as taxas de crescimento que se verificavam antes da pandemia. O município decidiu aplicar verbas que não foram gastas em actividades canceladas e em outras áreas que não são prioritárias, em ações mais urgentes como o reforço do Fundo Municipal de Emergência Social. «É absolutamente necessário que todo e qualquer município faça a redefinição das rubricas orçamentais à nova realidade, para mitigar os efeitos da pandemia junto das famílias e das empresas», afirmou.

O presidente da Câmara Municipal de Manteigas preside ao CEMM (que visa colaborar na definição das políticas municipais de desenvolvimento económico), que é constituído por representantes locais dos sectores primário, secundário, terciário e economia social, do NERGA e do Instituto de Emprego e Formação Profissional.

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close