Municípios de Pinhel e Gouveia criticam Ministério da Saúde por impedir divulgação do relatório diário sobre a Covid-19

Os municípios de Pinhel e de Gouveia criticam o Ministério da Saúde pelo facto de estarem a ser impedidos de divulgar o relatório diário da situação epidemiológica referente a cada concelho.
A autarquia de Pinhel esclareceu esta noite, através de uma nota publicada na rede social facebook, que tendo em conta «as directrizes emanadas pelo Ministério da Saúde», o município vê-se «obrigado a deixar de publicar o relatório diário da situação referente ao concelho de Pinhel».
A autarquia explica que «pese embora a vontade de manter informada a comunidade pinhelense quanto à evolução da COVID-19 no concelho» não o poderá continuar a fazer «por respeito pelas normas emanadas pelo Governo». A Câmara de Pinhel manifesta o seu desacordo em relação à decisão do Ministério da Saúde considerando que «em nada beneficia a população que tem o direito a estar informada.
O município de Gouveia também já manifestou o seu desagrado considerando que «esta decisão prejudica o exercício das competências do município» por «constituir um grave entrave ao planeamento e operacionalização das medidas municipais de contingência que tenham de vir a ser tomadas». A Câmara de Gouveia acrescenta que esta decisão «prejudica a relação de confiança, verdade e transparência que o município de Gouveia tem procurado cultivar com os seus munícipes, sobretudo durante este período particularmente crítico, impedindo-o de informar as suas populações à cerca da real evolução da pandemia no concelho».
O município explica à população de Gouveia que o Ministério da Saúde decidiu remeter a divulgação dos dados para a consulta dos boletins publicados pela Direcção-Geral da Saúde, mas a Câmara de Gouveia aponta que os mesmos «se têm revelado muito desfasados da realidade que nos tem sido dada a conhecer pela Unidade Local de Saúde da Guarda».
Até ontem, os municípios divulgavam o relatório diário da situação epidemiológica da Unidade Local de Saúde da Guarda. Ontem havia 192 pessoas infectadas com Covid-19 na área da ULS da Guarda. Hoje há pelo menos mais um caso, o primeiro registado no concelho de Fornos de Algodres, como revelou esta noite o município.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close