Natalidade aumentou no distrito da Guarda

Em 2020, nasceram 744 bebés do distrito da Guarda, mais 47 do que em 2019. De acordo com os dados, facultados ao TB, do Programa Nacional de Diagnóstico Precoce (PNDC), conhecido por teste do pezinho, foram rastreados 744 recém-nascidos, o que representa mais 47 bebés do que em 2019. As crianças rastreadas são filhas de mães residentes no distrito da Guarda. Em 2019 tinham sido estudados 697 recém-nascidos.

Os dados do teste do pezinho permitem ter uma ideia mais precisa sobre os nascimentos em cada distrito. Ainda assim, o Instituto Nacional de Saúde dr. Ricardo Jorge, que coordena o Programa, ressalva que pode haver «um desfasamento» nas estatísticas os bebés nascidos nos últimos dias do ano são rastreados no início do mês de Janeiro do ano seguinte.

O teste do pezinho é realizado desde 1979 com o objectivo de diagnosticar crianças que sofrem de doenças genéticas que podem beneficiar de tratamento precoce, evitando a ocorrência de atraso mental, doença grave irreversível e até mesmo a morte. O rastreio abrange 26 doenças, 25 das quais de origem genética, como a fenilcetonúria ou o hipotiroidismo congénito. Todas as análises laboratoriais do PNDP são efectuadas num único laboratório, a Unidade de Rastreio Neonatal, Metabolismo e Genética, do Departamento de Genética Humana, no Instituto Ricardo Jorge.

O “teste do pezinho” deve ser realizado entre o 3º e o 6º dia de vida do recém-nascido. Isto porque antes do 3º dia os valores dos marcadores existentes do sangue do bebé podem não ter valor diagnóstico e após o 6º dia alguns marcadores perdem sensibilidade, havendo o risco de atrasar o início do tratamento. A colheita deverá, no entanto, ser sempre executada, mesmo que tardiamente.

De acordo com os dados fornecidos ao TB, em 2020 nasceram mais crianças nas maternidades da região do que no ano anterior. Na Unidade Local de Saúde da Guarda nasceram 547, mais 7 crianças do que em 2019 e no Centro Hospitalar Universitário da Cova da Beira o número foi bem expressivo com mais 90 crianças, totalizando 534 nascimentos.

A nível nacional, nasceram em 2020 cerca de 85.500 bebés , o valor mais baixo desde 2015, ano em que foram realizados 85.056 “testes do pezinho”, revelam dados divulgados hoje pelo Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge (INSA). No ano passado foram estudados 85.456 recém-nascidos, menos 1.908 bebés do que em 2019 (87.364), no âmbito Programa Nacional de Rastreio Neonatal (PNRN), que cobre a quase totalidade dos nascimentos em Portugal.

Janeiro foi o mês que registou o maior número de “testes do pezinho” realizados (8.043), seguido de Setembro (7.712), Julho (7.625), Outubro (7.329), Março (7.182), Dezembro (7.082), Abril (7.067), Junho (7.048), Maio (6.910), Agosto (6.904), Novembro (6655) e Fevereiro (5.899).

Lisboa foi a cidade que rastreou mais recém-nascidos, totalizando 25.014, menos 1.267 comparativamente a 2019, seguida do Porto, com 15.734, mais 33 face ao ano anterior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close