Opinião: Passado e Futuro (2020 e 2021)

O ano que agora terminou começou com uma enorme expectativa para os Vinhos da Beira Interior, uma vez que as perspetivas de crescimento generalizado das vendas dos nossos vinhos eram de fato enorme tanto a nível nacional como além-fronteiras. Tínhamos acabado de concretizar um projeto sonhado há uns anos quer era a Rota dos Vinhos da Beira Interior.

Quando nos finais de fevereiro as possibilidades de haver uma pandemia se tornaram de facto uma realidade, ficamos todos um pouco sem chão! Sem saber muito bem como agir e sobretudo reagir a uma Pandemia! Os meses de março a junho foram muito difíceis para a generalidade das pessoas e também para o sector dos vinhos que na Beira Interior é também muito importante em termos económicos, socias, ambientais, etc.

As ações que tínhamos programadas na Alemanha, no Brasil foram canceladas assim como a generalidade de eventos promocionais que tínhamos programado em Portugal (Feiras de Vinhos em Lisboa) Beira Interior Vinhos & Sabores em Pinhel, etc.

Tivemos de nos reorganizar e tentar na medida do possível mitigar os problemas dos nossos associados. Todos sofremos com esta situação, mas mais ainda, os produtores da nossa região, que estavam quase na sua totalidade dependentes das vendas do canal Horeca. Com a restauração fechada as coisas obviamente complicaram-se muito.

Conseguimos apesar de todas as limitações realizar algumas das atividades que nos propusemos e desde logo o Beira Interior Gourmet; o primeiro concurso de gastronomia e vinhos da Beira Interior que foi um enorme sucesso e teve três dezenas de restaurantes aderentes a esta iniciativa. Foi também uma forma de ajudar este sector tão importante para a nossa economia e que sofreu um enorme impacto com a pandemia.

Realizamos o concurso de Vinhos da Beira Interior, noutros moldes e sem a habitual Gala de entrega de prémios. Mas quisemos fazê-lo para homenagear os nossos bravos Associados que são verdadeiramente resilientes e que aderiram a esta iniciativa de uma forma inequívoca. Conseguimos ainda trazer importadores à nossa região para tentar abrir novas oportunidades aos nossos vinhos.

O ano que agora se inicia é sobretudo um ano de esperança que as coisas voltem logo que possível à normalidade. Devemos deixar de dar ouvidos aos profetas da desgraça, que só sabem dizer mal de tudo e de todos; mas que eles próprios, nada fazem para melhorar as coisas e aplicar as energias nas coisas positivas que cada um de nós pode fazer!

Teremos de estar unidos e ser resilientes e sobretudo cada um de nós fazer o que está ao seu alcance para ajudar a levantar a economia e evitar uma pandemia social.

Eu sou dos que pensa sempre positivo e que mesmo das coisas muito más que nos aconteceram, poderemos tirar lições e sobretudo adaptarmos melhor!

Estou certo de que 2021 trará de novo a esperança e aqueles abraços que todos sentimos falta e que são o “combustível das nossas relações familiares e de amizade”!

Um abraço, muita saúde e muita energia positiva para o ano de 2021.

Rodolfo Queirós , presidente da CVR da Beira Interior

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close