Os Clássicos São Para Sempre

tb_1183

Confronta-se o ser com a sua pequenez e impotência, mais frequentemente do que com a sua capacidade de criar e mudar. Carregamos, em cada um de nós, todas as ferramentas necessárias para tudo. Um leque de apetrechos que, bem utilizados, mudam o mundo. O segredo está na vontade, na coragem e na dedicação. Três elementos que criam o que se sonha, que realizam e concretizam. Desenganem-se os utópicos da inspiração divina, a feitura exige muito trabalho e resiliência.

Na geração sem tempo, onde o consumo do imediato impede o rendilhado, o conteúdo esgota-se na sua efemeridade. São os pormenores invisíveis que sustentam as grandes obras e estas só se fazem por artesãos disciplinados e absorvidos na criação. Hoje, pretende-se o impacto, o viral e tudo o que viraliza acaba, desaparece na bola de neve que trás mais novidade a uma velocidade estonteante. Porém, os Clássicos são para sempre.

Fazer bem e criar conteúdo que acrescente e perdure só está ao alcance dos que mergulham a grande profundidade. Haja grutas que nos façam sonhar com a projeção das sombras, mas haja também a força para se partir pedra e sair do espaço que nos envolve e conforma. Que a luz nos desconforme, nos transforme. Criemos mundos para que se habitem, mundos que mudem vidas. Criemos Obra e não eventos, usando assertivamente a produção intelectual. Criemos Valor, acrescentemos.
Acrescentar é uma dádiva, uma oferenda ao mundo e, por isso, nunca poderá ser um ato egoísta. Só um Obreiro humilde poderá ser eterno, porque o autor nunca cria para si, cria para o mundo, cria para deixar, para devolver o seu sentimento, para que outros habitem o espaço criado por si. Uma obra é uma pertença comum, um poema que voa no céu de todos e que pode ser lido por quem o queira ler.

Que tenhamos a sorte de ter Obreiros com Tempo e que voltem a surgir Iluminuras nos livros que deveríamos ler. Que haja quem os escreva e que os monges não sejam só copistas. Que sejamos capazes de Criar Futuro!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close