Passadiços do Mondego vão ser inaugurados dia 6 de Novembro

O presidente da Câmara da Guarda, Sérgio Costa, anunciou no facebook oficial do município que os Passadiços do Mondego vão ser inaugurados no próximo dia 6 de Novembro, pelas 12h30, devendo contar com a presença da ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa.

Recorde-se que os Passadiços do Mondego estão em construção desde Junho de 2020, apesar da primeira pedra ter sido lançada no final de 2019.

Durante uma visita ao percurso dos “Passadiços do Mondego” no passado dia 5 de Maio, o presidente da Câmara da Guarda chegou a anunciar aos jornalistas que aquele equipamento abriria ao público durante o Verão deste ano, sem, contudo, precisar qualquer data. Só que, tal não veio a acontecer.

No final de Setembro, na Assembleia Municipal, os deputados municipais não deixaram passar a promessa do presidente da Câmara Municipal da Guarda, tendo o socialista Miguel Borges acusado o autarca de ter criado «a expectativa» que o equipamento iria abrir no Verão e perguntou qual era neste momento o atraso. Pelas suas contas, a obra que tinha um período de construção de 200 dias vai agora nos 400 dias «que é só o dobro do prazo».

Em resposta, Sérgio Costa enumerou um conjunto de datas sobre o calendário das obras e respectivo licenciamento, adiantando que o licenciamento para os caminhos de acesso só tinha chegado em Abril e ainda não havia licenciamento definitivo para os módulos dos sanitários.

O autarca sublinhou que 50 por cento da obra já foi feito mandato do actual executivo. Reiterou a explicação que os trabalhos estiveram parados devido ao risco de incêndio e disse que «em breve» será anunciada a data de abertura. «Fazemos uma grande festa. Não será um momento para o presidente da Câmara se mostrar, mas para a Guarda se afirmar», sustentou. A data de inauguração foi hoje anunciada.

A construção dos Passadiços representam um investimento de quase três milhões de euros, mas há depois um conjunto de estruturas associadas que é necessário construir. São os parques de estacionamento, as portarias, as instalações sanitárias e outras zonas de apoio. No total, a obra deverá ficar orçada em 4,5 milhões de euros. A Câmara conseguiu apoio financeiro para os cerca de três milhões de euros e agora vai tentar obter financiamento para os restantes 1,5 milhões de euros.

O projecto inclui os passadiços em madeira, caminhos já existentes, a construção de três pontes suspensas e a reabilitação de mais duas. Os passadiços e as escadarias correspondem a aproximadamente a sete quilómetros do total do percurso pedonal, que terá 11,7 quilómetros.

Para além do percurso, o projecto inclui ainda a instalação de uma estrutura para slide e um sistema de telecomunicações para garantir cobertura móvel ao longo de todo o trajecto. Parte do percurso irá desenvolver-se ao longo de um canal hidráulico que abastece as turbinas da Barragem do Pateiro, uma das mais antigas do país.

Os “Passadiços do Mondego” abrangem as freguesias de Videmonte, Trinta e Vila Soeiro, permitindo apreciar o que resta das antigas fábricas de tecelagem e de produção de electricidade e moinhos existentes nas margens do rio Mondego.

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close