PEDRO DIAS «IRÁ FALAR NA ALTURA CERTA»

O julgamento de Pedro Dias começou na passada Sexta-feira no tribunal da Guarda, com apertadas medidas de segurança. O arguido, que é acusado de três crimes de homicídio, duas tentativas de homicídio, sequestro, roubo e detenção de arma proibida, remeteu-se, por agora ao silêncio e, como assegura a sua advogada, «irá falar na altura certa». Nas duas primeiras sessões foram ouvidos o militar da GNR, António Ferreira, uma das principais testemunhas dos crimes de Aguiar da Beira, e duas familiares do casal que terá sido assassinado por Pedro Dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close