Pinhel aprova por unanimidade orçamento de 19,5 milhões de euros para 2017

O executivo municipal de Pinhel aprovou ontem, por unanimidade, o Orçamento e as Grandes Opções do Plano da Câmara de Pinhel para 2017. Para o próximo ano, a autarquia tem inscrita uma verba que ascende os 19,5 milhões de euros, correspondendo assim a um aumento de quatro milhões relativamente ao orçamento deste ano.
Numa nota à imprensa, o município refere que, «numa apresentação sumária dos investimentos previstos para o último ano do seu primeiro mandato», o presidente da Câmara, Rui Ventura, «lembrou o caminho percorrido acentuando que foi um período intenso, marcado “pela mudança, pela transformação e pela concretização”». «É pois neste “ritmo reformista” que a autarquia pinhelense quer prosseguir, apresentando “um orçamento marcado pela modernização e pelo maximizar das fontes de financiamento” ao investimento municipal», acrescenta.
No que diz respeito ao Ordenamento do Território, estão previstas algumas intervenções tendo em vista a beneficiação de vias de comunicação urbanas e de estradas municipais. Os grandes investimentos estão associados à construção de equipamentos considerados estruturantes, como por exemplo, as novas piscinas municipais cobertas (obra em curso) e descobertas (obra a iniciar em breve).
O lançamento da empreitada do Parque Urbano de Pinhel, no antigo Campo de Futebol Astolfo da Costa, é outra das obras consideradas marcantes, uma vez que, salienta a autarquia, «vai revolucionar a zona mais central e habitada da cidade».
Na área da Educação, de realçar o projecto de requalificação do Polidesportivo Descoberto da EB2, apresentado pela comunidade escolar no âmbito de uma experiência piloto que visa a implementação do Orçamento Participativo e que foi dotada com 150 mil euros, assim como a obra de requalificação e modernização da Escola Secundária de Pinhel, uma empreitada orçada em cerca de um milhão e setecentos mil euros, com financiamento europeu, devendo o Município assegurar o pagamento de cerca de 132 mil euros, ou seja, metade do valor da comparticipação nacional.
Para além de continuar a fazer uma aposta nas áreas da Acção Social e dos apoios às instituições do concelho, a autarquia tem prevista a requalificação das Torres e da Muralha do Castelo de Pinhel, bem como a participação no projecto “O.P.(us) – Ópera no Património”, desenvolvido em parceria com Leiria, Batalha, Viseu, Vila Nova de Foz Côa e, ainda, a Universidade de Coimbra (projecto para três anos, a candidatar ao Centro 2020).
O orçamento municipal de Pinhel para 2017 vai ser discutido e votado na próxima reunião da Assembleia Municipal.

Comentar

. logged in para comentar.

Artigos relacionados

SiteLock

Voltar para o topo

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close