“Plante Um Músico” no Auditório do Sabugal este Domingo

Crianças das escolas do concelho do Sabugal, da Escola Serra da Gardunha do Fundão e da Escola EB 2/3 do Tortosendo que integram o “Zéthoven – Plante Um Músico” sobem este Domingo, pelas 16h00, ao palco do Auditório Municipal para um concerto onde irão apresentar o resultado de um ano de formação musical.
Este projecto, promovido pela Associação Cultural da Beira Interior (ACBI), da Covilhã, integra cerca de 120 crianças dos concelhos da Covilhã, Fundão e Sabugal e, recorde-se, foi o único do interior do país a ser seleccionado pelo programa Partis II da Fundação Gulbenkian, ao qual concorreram 161 iniciativas a nível nacional, tendo 16 obtido financiamento que é assegurado ao longo de três anos.
Apoio esse que permitiu alargar o trabalho que já estava a ser desenvolvido desde 2013, fruto de parcerias com empresas, instituições e autarquias locais. Passou-se de 24 para cerca de 120 alunos, o que «representa um salto enorme», afirmou Luís Cipriano, maestro e presidente da ACBI, em Janeiro do ano passado aquando da apresentação do projecto, lembrando que a participação é totalmente gratuita para as crianças.
Este responsável explicou que a iniciativa se destina a alunos do segundo ciclo de escolaridade e tem como principal objectivo «dar a oportunidade a que todos estudem música», em especial aos mais carenciados e aos que estão mais afastados das sedes de concelho. A selecção das crianças, esclareceu, será feita com base nas respectivas capacidades musicais, dando prioridade aos alunos abrangidos pelos escalões de apoio escolar (A e B) e aos que são mais carenciados culturalmente, ou seja, aos que vivem em localidades onde habitualmente não há oferta cultural.
De salientar que o projeto obriga ao sucesso escolar dos seus intervenientes.
Outra das vertentes do “Zéthoven – plante um músico” diz respeito à possibilidade de encaminhamento profissional, sendo que a ACBI estabeleceu uma parceria com a Escola Profissional de Artes da Beira Interior (EPABI), igualmente da Covilhã, de modo a que, no futuro, os interessados possam para aí ser encaminhados, o que já aconteceu em dois casos.
«É uma oportunidade única no acesso à música para os mais novos», destacou na altura o director da EPABI, Pedro Leitão.
«A vontade de aprender música é a tendência natural para essa actividade, porque se fossemos apenas pela necessidade sem haver aquela vontade de aprender música se calhar tínhamos muito mais crianças», destaca o presidente da Câmara do Sabugal, António Robalo. «As crianças são seleccionadas porque gostam de música em primeiro lugar e depois a seguir porque dificilmente poderiam entrar num projecto destes. É evidente que depois vão ter que ao longo do tempo provar isso, provar que gostam de música e provar que são aplicadas», reforça.
Integram este projecto «15 crianças», entre os «9 e os 11 anos», de três estabelecimentos de ensino daquele concelho, nomeadamente «Sabugal, Soito e Cerdeira do Côa». «No fundo vai-se tentar detectar talentos no 1º e 2º ano para depois no 3º e 4º puderam avançar para o projecto», resume o autarca, que considera o “Zéthoven – Plante Um Músico” «um verdadeiro projecto também de combate ao insucesso escolar».
Quanto à possibilidade de encaminhamento profissional por parte das crianças que integram o projecto, António Robalo respondeu que «no fundo, no fundo, esse é o culminar natural da situação». «Portanto, é no fundo proporcionar o início da aprendizagem para depois, provando que efectivamente gostam e que estão no lugar certo, continuarem e desenvolverem o seu percurso. É essa a finalidade», conclui.
Uma vez que ainda é cedo para um balanço, até porque o espectáculo deste Domingo é de apresentação, António Robalo apenas refere que o objectivo da autarquia é «desenvolver o projecto durante estes anos, e espero que com sucesso».
«Pretendemos não só para a música como para outras competências de ensino e de saber e de conhecimento desenvolver projectos similares», revela, exemplificando com outras expressões artísticas e informática, em seu entender «ferramentas muito importantes para a agilização das suas vidas».
GM

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close