Politécnico da Guarda determina suspensão imediata das actividades lectivas presenciais

O Instituto Politécnico da Guarda (IPG) decidiu hoje suspender as actividades lectivas presenciais de forma imediata e por tempo indeterminado, na sequência do surto de Covid-19. O IPG refere, em comunicados publicados na página oficial da Internet e na rede social Facebook, que a medida é tomada “face à necessidade de contribuir para o controlo do surto pandémico do Covid-19”.
“Na sequência da decisão governamental de suspender todas as actividades lectivas e não lectivas presenciais nas escolas de todos os níveis de ensino e de modo a contribuir para o controlo do surto pandémico do Covid-19, determina-se a suspensão imediata das actividades lectivas presenciais, por tempo indeterminado”, lê-se na nota publicada na página internet do Politécnico da cidade mais alta do país.
O IPG destaca também que “até à data ainda não se registou qualquer caso identificado com o novo coronavírus Covid-19” naquele estabelecimento de ensino superior que possui três escolas superiores na cidade da Guarda e uma em Seia.
No aviso hoje publicado são também divulgados dois despachos da presidência do Politécnico da Guarda, sendo um relativo à suspensão temporária do registo biométrico de assiduidade do pessoal não docente e outro relacionado com a suspensão das actividades extra-curriculares e a interdição ao público externo do IPG a alguns espaços da instituição (piscina, pavilhão gimnodesportivo, biblioteca e ginásio da Escola Superior de Educação, Comunicação e Desporto).
O novo coronavírus responsável pela Covid-19 foi detectado em Dezembro de 2019, na China, e já provocou mais de 4.900 mortos em todo o mundo, levando a Organização Mundial de Saúde a declarar a doença como pandemia.
Em Portugal, a Direcção-Geral da Saúde (DGS) actualizou na quinta-feira o número de infectados, que registou o maior aumento num dia (19), ao passar de 59 para 78, dos quais 69 estão internados.
As escolas de todos os graus de ensino vão suspender todas as actividades lectivas presenciais a partir de segunda-feira, devido ao surto Covid-19, anunciou na quinta-feira o primeiro-ministro, António Costa, numa declaração ao país. O Governo decidiu também declarar o estado de alerta em todo o país, colocando os meios de protecção civil e as forças e serviços de segurança em prontidão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close