Português José Gonçalves vence segunda etapa do GP Beiras e Serra da Estrela

O português José Gonçalves (Caja Rural-Seguros RGA) impôs-se hoje na segunda etapa do Grande Prémio Beiras e Serra da Estrela, uma ligação de 198,6 quilómetros, entre o Sabugal e o Fundão, que levou o italiano Luca Wackermann (NASR Dubai) à camisola amarela, informou a organização da prova.
A segunda etapa terminou numa subida em empedrado com estrada larga, onde os sprinters mais puros não tiveram hipótese perante a força do possante José Gonçalves, que triunfou diante do albanês Redi Halilaj (Amore & Vita-Selle SMP) e do italiano Luca Wackermann.
A corrida esteve interrompida, devido à caravana ter seguido por um percurso errado, a cerca de 15 quilómetros do final. Devido a esse incidente, o colégio de comissários decidiu atribuir o mesmo tempo a todo o pelotão, mas manteve todas as bonificações previstas, tanto nas metas volantes como na chegada.
Foi graças às bonificações que Luca Wackermann chegou ao primeiro lugar da geral, dispondo de uma vantagem de 2 segundos sobre o anterior comandante, Eduard Prades (Caja Rural-Seguros RGA) e 3 segundos sobre Ángel Madrazo (Caja Rural-Seguros RGA).
Foram também as bonificações que permitiram ao português Rui Oliveira (Seleção Nacional/Liberty Seguros) ascender ao comando da classificação da juventude, dado que conseguiu amealhar 2 segundos na primeira meta volante do dia.
Rui Vinhas (W52-FC Porto) segurou a camisola da montanha e a Lokosphinx mantém-se como a melhor equipa. Ángel Madrazo roubou a camisola das metas volantes ao azarado Raul Alarcón (W52-FC Porto), que, à semelhança do que sucedeu na véspera, atacou na fase final e apenas foi alcançado perto da chegada, nas últimas centenas de metros.
A primeira edição do Grande Prémio Internacional Beiras e Serra da Estrela termina amanhã, dia escolhido para a etapa rainha, que vai ligar a Guarda (11h30) às Penhas da Saúde (16h0), através de um traçado de 194,1 quilómetros, que inclui uma passagem pelo alto da Torre. A meta coincide com um prémio de montanha de primeira categoria.

Classificações
2.ª Etapa: Sabugal – Fundão, 198,6 km
1.º José Gonçalves (Caja Rural-Seguros RGA), 4h53m36s (Média: 40,586 km/h)
2.º Redi Halilaj (Amore & Vita-Selle SMP), mt
3.º Luca Wackermann (NASR Dubai), mt
4.º Rui Oliveira (Seleção Nacional/Liberty Seguros), mt
5.º Sergei Shilov (Lokosphinx), mt
6.º Vicente García de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé), mt
7.º Filipe Cardoso (Efapel),mt
8.º Edgar Pinto (Seleção Nacional/Liberty Seguros),mt
9.º Diego Milán (Inteja-MMR Dominican Cycling Team), mt
10.º Karol Domagalski (One Pro Cycling), mt

Geral Individual
1.º Luca Wackermann (ANSR Dubai), 8h21m09s
2.º Eduard Prades (Caja Rural-Seguros RGA), mt
3.º Ángel Madrazo (Caja Rural-Seguros RGA), a 3s
4.º Redi Halilaj (Amore & Vita-Selle SMP), a 6s
5.º Rui Sousa (Rádio Popular-Boavista), mt
6.º Sergei Shilov (Lokosphinx), a 8s
7.º Rui Oliveira (Seleção Nacional/Liberty Seguros), a 10s
8.º Joni Brandão (Efapel), mt
9.º Henrique Casimiro (Efapel), a 11s
10.º Vicente García de Mateos (Louletano-Hospital de Loulé), 12s

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close