Potencial turístico da herança judaica é «elevadíssmo»

A herança judaica tem «um elevadíssmo potencial» turístico. «Eu diria que nalgumas coisas o destino ainda está verde, ainda há pouco operadores a trabalharem nesta área, mas já são muitos mais do que há alguns anos e tem havido um crescimento fortíssimo, tanto quanto eu sei», considera Alexandre Marto, vice-presidente da Aciso – Associação Empresarial de Ourém-Fátima, entidade promotora dos Workshops Internacionais de Turismo Religioso que nesta edição, a sexta, realizada entre 22 e 24 de Fevereiro, englobou, para além de Fátima e pela primeira vez, a cidade da Guarda e o seu património de herança judaica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close