Presidente da Câmara da Guarda retira pelouros a Sérgio Costa

O presidente da Câmara da Guarda, Carlos Chaves Monteiro, retirou todos pelouros ao vice-presidente, Sérgio Costa, argumentando que não cumpriu bem as competências atribuídas. A decisão foi dada a conhecer esta tarde ao grupo parlamentar do PSD, tendo já provocado contestações.
Carlos Chaves Monteiro adiantou que, por agora, vai assumir os pelouros que retirou ao vice-presidente, que são “Urbanismo”, “Protecção Civil Municipal, Florestas” e “Higiene e Segurança Veterinária”.
A decisão do autarca está a provocar um mal-estar interno, havendo quem preveja que a situação poderá agravar-se ao ponto de ter de haver eleições intercalares.
Instado pelo TB a comentar este caso, o presidente da Concelhia do PSD, Tiago Goncalves, escusou-se a prestar declarações. Idêntica atitude teve o presidente da Câmara da Guarda. Apesar da insistência, o TB ainda não conseguiu falar com Sérgio Costa. De acordo com uma fonte do PSD, Carlos Chaves Monteiro terá informado por telefone Sérgio Costa, que se encontrava ausente em Lisboa a tratar de assuntos importantes para a autarquia, da sua decisão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O website do Terras da Beira utiliza cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar está a consentir a utilização de cookies Mais informação

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close